A defesa de Antonio Palocci protocolou há pouco manifestação em que rebate o pedido do MPF para que o delator pague multa de U$ 20 milhões para poder desfrutar da prisão domiciliar.

Os advogados alegam que o valor arbitrado não tem respaldo na sentença de condenação do ex-ministro e pedem a homologação da cláusula do acordo que previa multa de valor equivalente a U$10 milhões.

 

IMPRIMIR

Fonte:

O Antagonista