A dengue já matou 137 pessoas em todo ano de 2019, em 42 municípios mineiros. Só em Belo Horizonte foram 26 óbitos; Uberlândia aparece em segundo lugar com 19 mortes; e Betim vem em terceiro com 18. Outros 119 óbitos seguem em investigação, segundo o boletim epidemiológico divulgado nessa terça-feira (1º). No levantamento divulgado no dia 9 de setembro, eram 132 óbitos.

O Estado ainda tem 479.082 casos prováveis de dengue, que são aqueles confirmados mais os suspeitos. São 4.389 casos a mais em relação aos 474.693 registrados no último boletim. 

Esta é a segunda maior epidemia já vista no Estado, atrás só da verificada em 2016, quando 519 mil pessoas foram infectadas. Segundo a SES-MG, o Estado está em situação de alerta para esse aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes (dengue, chikungunya e zika). Com o início do período chuvoso, em outubro, a população deve redobrar a atenção com a água parada, que favorece a proliferação do mosquito.

Chikungunya e Zika

Em relação à Febre Chikungunya, Minas registrou 2.727 casos prováveis da doença em 2019, sendo confirmado um óbito para chikungunya no município de Patos de Minas.

Já em relação à Zika, foram registrados 769 casos prováveis da doença.

Ações de combate

Especialistas alertam que para combater as doenças são necessárias boas condições de saneamento, coleta de lixo e o fim de reservatórios que possam acumular água, favorecendo a proliferação do vetor, principalmente nos domicílios.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informou que ações de prevenção e controle têm sido realizadas e o plano de contingência, revisto e divulgado. Um decreto de emergência foi publicado em abril e mais de R$ 12 milhões foram liberados, contemplando 336 municípios. 

Confira os municípios onde foram registrados os óbitos por dengue:

  1. Araguari (um)
  2. Arcos (2)
  3. Belo Horizonte (26)
  4. Betim (18)
  5. Campos Gerais (um)
  6. Carmo do Cajuru (um)
  7. Contagem (quatro)
  8. Curvelo (um)
  9. Divinópolis (dois)
  10. Estrela do Sul (um)
  11. Frutal (dois)
  12. Guaranésia (um)
  13. Guarani (um)
  14. Ibiá (um)
  15. Ibirité (dois)
  16. Ituiutaba (um)
  17. Jaboticatubas (um)
  18. João Monlevade (um)
  19. João Pinheiro (cinco)
  20. Juiz de Fora (doze)
  21. Lagoa da Prata (um)
  22. Martinho Campos (dois)
  23. Monte Carmelo (um)
  24. Nova Serrana (um)
  25. Paracatu (um)
  26. Passos (dois)
  27. Patos de Minas (quatro)
  28. Patrocínio (dois)
  29. Pitangui (um)
  30. Pompéu (um)
  31. Ribeirão das Neves (dois)
  32. Rio Novo (um)
  33. Rio Paranaíba (um)
  34. Sacramento (um)
  35. São Gonçalo do Pará (dois)
  36. São Gotardo (dois)
  37. Sete Lagoas (um)
  38. Tupaciguara (1)
  39. Uberaba (dois)
  40. Uberlândia (19)
  41. Unaí (3)
  42. Vazante (2) 

 

Fonte: Hoje em Dia ||
Imprimir
Comentários