Formiga conta atualmente com aproximadamente 36 mil veículos. Em 2009, a administração municipal resolveu reestruturar o trânsito e contratou a empresa Planum para elaborar o projeto que ficou em R$130 mil, para fazer as mudanças nas principais vias do município.
De acordo com a Secretaria de Obras, as mudanças que conta com semáforos, pinturas e pavimentações estão calculadas em aproximadamente R$3 milhões.
Desde o dia 18 de agosto, a população de Formiga, principalmente os motoristas estão presenciando a nova realidade. Para uns, as mudanças foram benéficas, já para outros a reestruturação deixou a desejar. Na opinião de algumas pessoas, o problema está na quantidade de veículos que trafegam pelas ruas do município, diariamente.
No total, foram instalados oito semáforos, a maioria em ruas no Centro da cidade. Durante 60 dias, desde as mudanças, os policiais militares não poderão aplicar multas aos motoristas, se houver alguma infração por equívoco, por causa das mudanças.
Em entrevista ao jornal Nova Imprensa e ao portal Últimas Notícias, o secretário de Obras, Riderson Borges ressaltou que sempre achou o projeto viável para o município. ?Estamos recebendo elogios, a única crítica até o momento foi em relação ao semáforo próximo à Casa Agrícola e à antiga Nestlé. Ali também a Soenge está executando as obras no rio, que devem terminar na próxima semana. Existem pessoas também que acham que as alterações não ficaram boas?, explicou.
Ainda de acordo com Riderson Borges, o trânsito deu uma ?desafogada? com a melhor distribuição do tráfego pelas ruas. ?O tráfego de veículos ficou mais bem distribuído. A Planum fez uma estatística de que em Formiga o tráfego de veículos era de 17 km/hora, o que era muito pouco. Creio que em 30 dias, o pessoal estará mais habituado para que lado deva seguir. Tivemos a reclamação também de que os motoristas estão correndo muito, mas era porque antes o trânsito era muito lento. Estamos ?acertando? mais algumas coisas para melhorar a situação para os motoristas?, concluiu.
Na boca do povo
A redação do jornal foi às ruas de Formiga para saber a opinião de motoristas e pedestres sobre as mudanças ocorridas no trânsito. A maioria dos entrevistados foi favorável às alterações. O pedestre Valmir Pedro de Oliveira tem uma visão positiva sobre o novo trânsito. ?Parece que deu uma ?frisada? e os condutores estão respeitando mais. As rotatórias ficaram muito boas, pois diminuiu a velocidade dos veículos. Os semáforos ficaram bons, pois os pedestres têm mais tempo para atravessar?, opinou.
Para o motorista e encarregado de obras, Aldo Antônio Silva, o trânsito em Formiga melhorou, ?mas ainda há algumas coisas para serem feitas. A sinalização era falha, mas acho que, com o tempo, continuando assim, vai surgir algum efeito benéfico. Por haver muitos veículos na cidade, os semáforos ficaram bons, pois é uma forma de ter mais controle. Como as modificações estão recentes não deu ainda para identificar tudo, mas provavelmente haverá algum ajuste. Achei que foi válido?.
De acordo com a pedestre e balconista, Kellen Márcia da Silva, com as modificações o trânsito ficou pior. ?Principalmente para atravessar as ruas, tiraram as faixas. Eu não gostei não, um exemplo é na rua Pio XII. Eu acho que do jeito que estava antes era bem melhor. Não gostei da mudança não?.
O motorista José Evangelista Soares, que reside no norte de Minas achou o trânsito no município confuso. ?Como eu não moro em Formiga, achei as alterações bem estranhas. Eu estava acostumado com as vias no município do jeito que eram, e eu tive dificuldades para chegar onde eu queria. Percebi que com o aumento dos semáforos, ficou mais seguro. No início está meio confuso mesmo, mas acho que depois o pessoal vai se acostumar e assim fica melhor?, explicou.
Já para a pedestre Keila Daiane Ribeiro, o trânsito ficou pior, devido aos pontos de ônibus. ?Não tem muito pontos de lotações no Centro, como havia antes. Para mim o que incomodou foi só isso. Com o aumento dos semáforos o trânsito melhorou, mas com a mudança de direção ficou pior?.

Na opinião do auxiliar de escritório e pedestre Matheus Dias Moirthê, de início, as mudanças estão confusas. ?Mas eu acho que vai ser bom para a cidade, pois havia muito trânsito pesado no Centro, agora vai para os ?cantos?. Mesmo assim, ainda está complicado porque o pedestre tinha o costume de olhar para um lado e para o outro para atravessar a rua, e agora a direção mudou nesses pontos. Mas, futuramente, quando toda a população se acostumar, aí sim vai melhorar. Os semáforos ficaram bons, com um tempo bom para atravessar e esse censor que pode pegar condutor furando sinal, não tem mais o risco de você ser atropelado por um motorista imprudente. As rotárias ficaram ótimas, pois o carro diminui a velocidade para poder passar e assim ajuda também o pedestre?.
O pintor Claudio José Rodrigues destacou que o trânsito melhorou bastante. ?Em termos de melhorias para a cidade achei que ficou excelente. O sentido de direção ficou bom, as pessoas agora têm que ter atenção para não causar nenhum acidente até se acostumarem?.
As mudanças no trânsito também estão aprovadas para o entregador André Augusto de Moraes. ?Ficaram boas principalmente no Centro, que está fluindo melhor, porém, na Rodoviária ainda está muito complicado, pelo fato de ter muitos semáforos. As vias de mão única ficaram melhores e as rotatórias também. E o pessoal tem que ter atenção, mas logo que acostumarem vai ser muito bom para nossa cidade?, disse.
O taxista Hédio Francisco de Rezende ressaltou que as mudanças no trânsito melhoraram em relação ao que era antes ?Desafogou um pouco o tráfego de veículos, pois estava muito tumultuado, principalmente no Centro. O semáforo instalado na esquina próxima ao Posto Zema melhorou bastante. Outro ponto também que melhorou foi na rua Lassance Cunha, ali era muito complicado quando vinha um caminhão ou ônibus, pois o motorista não sabia o que fazer, não tinha como passar, mas agora com mão única está mais tranquilo?.
Ainda de acordo com o taxista, as rotatórias próximas a Igreja São Vicente Ferrer facilitaram o trânsito. ?Há alguns ajustes que ainda vão ter que fazer. Na praça, próxima a antiga Nestlé, está muito tumultuada, pois os veículos que vêm da Chapada, do Centenário e do Novo Horizonte ?cai? tudo ali, onde eu acho que ficou mais ?agarrado? o trânsito. Como o tempo, os condutores vão se acostumar, mas no geral, o trânsito ficou muito bom?, concluiu.

Imprimir
Comentários