Mais seis casos de febre amarela foram notificados em Minas Gerais, depois de duas semanas em que os números estavam estabilizados. De acordo com balanço divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), agora somam 1.130 notificações da doença, com 398 casos confirmados. O número de óbitos confirmador é de 143, do total de 203.  Há ainda 46 mortes sobre suspeita da doença.

Mesmo com o decréscimo das notificações de febre amarela desde o mês passado, depois do pico registrado em janeiro deste ano, a vacinação para a doença no estado segue nos posto de saúde das redes públicas municipais, mesmo com o anúncio de que a partir da segunda-feira, dia 17, inicia a campanha de imunização contra a influenza (gripe H1N1).

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, as seis novas notificações do balanço divulgado ontem seriam de atualizações e não novos casos da doença registrados na semana. Em se tratando de confirmações de pacientes com a febre, o último teve início dos sintomas em 14 de março de 2017. Conforme SES-MG, a maioria das suspeitas de contaminação pela febre foi no período entre os dias 08 a 21 de janeiro de 2017.

Com a mudança no esquema vacinal proposta pelo Ministério da Saúde, quem já recebeu uma dose está imunizado por toda a vida, não sendo mais necessário fazer o reforço. “A vacina está disponível em todas as unidades básicas de saúde, sendo fundamental imunizar as pessoas que ainda não receberam nenhuma dose”, esclarece a secretaria.

Na capital, conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), foram imunizadas 668 mil pessoas, com cobertura vacinal de 81% da população adulta este ano, contra 57% em 2016. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte houve uma confirmação de pessoa infectada pela febre amarela, com uma morte, em Esmeraldas.

Diante do surto da doença, em BH foram abertos postos extras de imunização, que vão funcionar somente até esta quinta-feira. A vacina contra a febre amarela faz parte do calendário nacional de imunização e está disponível durante todo o ano nos centros de saúde da capital. Para quem ainda não recebeu nenhuma dose da vacina, essas unidades atendem de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h30.

O Serviço de Atenção ao Viajante, a partir deesta quinta-feira, volta a imunizar exclusivamente as pessoas em trânsito na cidade que estiverem com o cartão desatualizado e necessitarem do certificado internacional de vacinação. Os demais usuários devem procurar algum centro de saúde.

 

Fonte: Estado de Minas||http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2017/04/12/interna_gerais,861891/depois-de-periodo-estavel-minas-tem-mais-seis-notificacoes-de-febre-a.shtml

Imprimir

Comentários