Com a queda vertiginosa no número de empregos formais em todo o país, oportunidades de capacitação profissional não podem ser perdidas. Mas, a má vontade da administração municipal de Formiga tirou de mais de 500 pessoas da cidade, a chance de participarem de cursos gratuitos oferecidos pelo Sesi/Senat.

Membros do Programa Itinerante da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) buscaram se reunir com a administração municipal no primeiro semestre deste ano para organizar a realização dos cursos da Escola Móvel, mas segundo informações obtidas pelo jornal, sequer foram recebidos pelo atual chefe de Gabinete, Emerson Oliveira.

O resultado: O projeto de capacitação e qualificação profissional já está em pleno funcionamento na cidade vizinha de Córrego Fundo, desde terça-feira (30) e vão até o dia 29 de setembro.

O projeto

Ao todo 532 vagas para profissionais de diversas áreas foram abertas em Córrego Fundo para cursos e oficinas, oferecidos pela Escola Móvel Sesi/Senat, se atualizando e melhor se qualificando para disputar uma vaga de emprego no concorrido mercado de trabalho.

Os cursos, que já passaram por vários municípios mineiros, são gratuitos e transformam ofícios em profissões, oferecendo formação básica em diversas áreas por meio do Programa itinerante do Sistema Fiemg.

O projeto oferece os seguintes cursos: Atendimento ao Cliente, Educação Ambiental e Sustentabilidade, Auxiliar Administrativo, Secretariado, Costureiro Assistente, Eletricista Predial Assistente, Mecânico de Motos Assistente, Pedreiro de Alvenaria Assistente, Confeiteiro, Oficinas de Artesanato (cartonagem, trançado de fita, patch apliqueé, patchwork embutido).

Objetivos principais:

Educação, inclusão social e geração de renda e emprego são os objetivos da Escola Móvel Sesi/Senai. O Programa criado em 2011, por meio de parceria entre duas das instituições do Sistema Fiemg (Sesi/Senai), transforma a realidade de municípios mineiros com a oferta de cursos gratuitos de formação básica. Os números expressam o sucesso da iniciativa: até julho de 2016, são mais de 40 mil alunos formados, com um índice de empregabilidade acima de 80%. Os mais de 331 mil quilômetros percorridos de forma itinerante que permitiram atendimento a mais de 311 municípios mineiros.

Estrutura física da escola

A unidade principal conta com uma tenda móvel e modular de, aproximadamente, 800 m² dotada de secretaria, unidades de ensino e banheiros, sendo o ambiente iluminado e climatizado. A unidade é construída em estruturas metálicas e lonas, tendo o piso de madeira e divisórias revestidas. Carretas são equipadas para servirem de salas de aula.

Além disso, a Escola Móvel pode se instalar em espaços cedidos por parceiros. A flexibilidade da estrutura é o que permite que o complexo de educação profissional percorra as estradas mineiras e amplie o atendimento de municípios. A parceria entre a prefeitura, entidades de classe e o apoio da população, foram decisivos para que Córrego Fundo conseguisse atrair esta importante iniciativa que beneficia empregados e empregadores de toda a região.

Imprimir

Comentários