O Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) informou que os testes toxicológicos não serão feitos em motoristas do estado. Deveria começar a valer nessa quarta-feira (2), em todo o Brasil, o exame que mostra se caminhoneiros e motoristas que transportam passageiros usaram drogas nos últimos três meses.

A delegada diretora do Detran-MG, Rafaela Gigliotti, alegou que recebeu uma recomendação do Ministério Público Estadual na noite de terça-feira (1º) e afirmou que a fiscalização não vai valer no estado. “Nós já começamos a não exigir a partir de hoje e fazemos coro com outros Detrans do país que também não vão cumprir”, afirmou.

Rafaela Gigliotti contou que a recomendação do MP expõe questões como a eficácia, a legalidade e os custos. “O MP ainda é incisivo no preço e custo que vai gerar e aborda também os requisitos que foram impostos aos laboratórios, para se credenciarem junto ao Contran [Conselho Nacional de Trânsito]“.

De acordo com a delegada, uma alternativa para o teste toxicológico é um equipamento que ainda está em testes. “Existem estudos, inclusive no Rio Grande do Sul, de um aparelho tipo etilômetro no ato da infração, ou utilização de substância”, informou.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do estado, Sérgio Pedrosa, disse que a lei traz gastos, mas que compensam. “Nós empresários estamos vendo isso como investimento porque pode evitar acidentes nas estradas que podem custar muito mais caro para as empresas”, falou.

Antes da lei, uma empresa em Betim já fazia exames para saber se havia motoristas consumindo drogas ou álcool. “A gente conseguiu reduzir mais de 90% índice de acidentes”, contou o monitor Robson Roberto de Souza.

Questionado sobre a decisão do Detran de Minas, o Departamento Nacional de Trânsito reafirmou que o cumprimento da lei é obrigatório em todo o país. E explicou que não vai liberar as carteiras de motoristas do estado sem os exames toxicológicos.

 

Fonte: G1||http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2016/03/detran-diz-que-testes-toxicologicos-nao-serao-feitos-em-motoristas-de-mg.html

Imprimir

Comentários