Dez pessoas foram presas no sábado (17) pelas equipes do 2º Pelotão PM de Meio Ambiente prática de crime de caça a animais silvestres.

As prisões ocorreram na zona rural, em área que divide os municípios de Arcos e Iguatama, após denúncias que levaram a realização de uma operação com o emprego de quatro guarnições policiais.

Na estrada vicinal que liga a Zona Rural dos dois municípios, foi abordado um veículo Mitsubishi L200, ocupado por quatro indivíduos, os quais transportavam cães usualmente utilizados na prática de caça. Com as informações obtidas, foram posteriormente abordados outros seis suspeitos, que portavam cinco armas de fogo, das quais três não possuíam registro.

Dois javalis (java-porco) foram abatidos pelos autores, com emprego de armas de fogo e utilização de cães de agarre que encontravam-se no acampamento dos envolvidos, às margens do rio São Miguel.

 

Durante a execução da operação foram obtidos os seguintes resultados:

Atividades operacionais

Fiscalizações desencadeadas: 03

Prisão de autores: 10

 

Autuações e documentos redigidos:

Autos de Infração redigidos: 10

Valor Total de multas aplicadas: R$ 30.000,00

Boletins de Ocorrência lavrados: 01

 

Materiais e animais apreendidos:

Armas de Fogo: 05 (duas espingardas, duas pistolas e um revólver calibre .38)

Munições: 83 (diversos calibres)

Rádios HT: 12

Facas: 05

Cães: 20

 

Os cães utilizados pelos suspeitos foram apreendidos e recolhidos para um local adequado até a destinação, juntamente com a caça abatida.

A Polícia Militar de Minas Gerais, por meio do Policiamento de Meio Ambiente, conta com o apoio da população para denunciar crimes ambientais nos municípios da região e, na identificação de autores, repassando as informações para o 2º Pelotão PM de Meio Ambiente, ou através do Disque Denúncia 181.

IMPRIMIR