A Fundação Ezequiel Dias (Funed) está descentralizando as análises para diagnóstico de casos de tuberculose e meningite. A demanda, em média, no mês, é de cerca de 150 exames de diagnóstico da tuberculose e 97 de meningite.
Para difundir as metodologias e permitir que os laboratórios macrorregionais tenham condições de realizar o diagnóstico, a Funed realiza, esta semana, treinamento prático de técnicas de diagnóstico das doenças. Participam profissionais de saúde dos cinco laboratórios macrorregionais de saúde do Estado, localizados em Uberaba, Teófilo Otoni, Pouso Alegre, Montes Claros e Juiz de Fora.
Jocimar Jerônimo da Silva, do laboratório de Uberaba, presente no treinamento, destaca a importância do repasse das informações para a descentralização das análises e o desenvolvimento dos trabalhos no interior. ?Essa capacitação vai nos ajudar a padronizar as metodologias e, com isso, unificaremos os processos, garantindo a busca constante de qualidade dos serviços prestados à sociedade?, afirma o técnico.
Segundo Carmen Dolores Faria, bioquímica e analista do laboratório da Funed, os cinco laboratórios macrorregionais do Estado já estão adquirindo equipamentos e insumos necessários para a realização dos exames. ?Assim que essa fase for concluída, todos estarão aptos para a realização do processo, o que trará mais agilidade e rapidez na entrega dos resultados?, explica.
Durante o curso, os profissionais terão a oportunidade de conhecer a rotina de trabalho do Serviço de Doenças Bacterianas e Fúngicas (SDBF) da Fundação, onde são realizados exames para diagnóstico das duas doenças. Os funcionários da Funed repassarão aos profissionais as técnicas de cultura de tuberculose, a baciloscopia, exame de microscopia que possibilita o diagnóstico da doença e também as técnicas de realização do teste de aglutinação em látex, utilizado para o diagnóstico da meningite.

Imprimir
Comentários