Nesta semana, mais dois municípios mineiros cancelaram as festas de Ano Novo e Carnaval. Com receio da circulação da nova variante do coronavírus (Ômicron) no Estado, as prefeituras de Diamantina, região do Vale do Jequitinhonha, e Oliveira, Centro-Oeste de Minas, anunciaram a medida para evitar a propagação do vírus e proteger a população.

Anfitriã de um dos carnavais mais famosos e tradicionais do país, Diamantina não irá receber os foliões nem sediar a festa em 2022. Nessa sexta-feira (3), a prefeitura anunciou em suas redes sociais que os eventos representam risco à coletividade e potencializam a transmissão do vírus e de sua variante. 

Em nota, a prefeitura declarou que, além das festas em espaços públicos, eventos privados também estão suspensos. “Todos os pedidos de realização de eventos com shows que promovam potencial aglomeração de pessoas em ambientes que dificultem ou impeçam a fiscalização e a manutenção do distanciamento entre as pessoas, inclusive eventos e/ou locais privados, com alicerce nas razões acima apresentadas, serão temporariamente indeferidos”. 

Em Oliveira, a prefeita Cristine Lasmar também utilizou as redes sociais para anunciar o cancelamento das festas. Na rede, ela publicou: “não vou colocar a população em risco!”

O informativo afirma que o Carnaval é uma data que atrai muitos turistas, e que, como outros municípios da região já comunicaram o cancelamento do evento, há receio de atrair o fluxo de visitantes para a cidade.

“A aglomeração em um carnaval aumenta sobremaneira o risco porque haverá pessoas que não foram vacinadas. Não há como garantir a segurança e controlar as pessoas que se encontram nas ruas. Temos que evitar a transmissão do vírus, evitar uma nova onda de contaminações pelo coronavírus. Não iremos arriscar”, finalizou. 

Fonte: Hoje em Dia

print
Comentários