Algumas dicas que vão lhe ajudar a ter uma referência educativa para cuidar da saúde do seu filho.
Cuidados com os dentes das crianças
Um dos cuidados básicos para a manutenção da saúde das crianças é habituá-los a fazer a higiene bucal, ou seja, a limpeza dos dentes, da gengiva e da cavidade bucal. Cabe aos pais dar o exemplo em casa, cuidando dos seus próprios dentes, passando aos filhos que fazer a higiene bucal é importante.
Tão logo apareça o primeiro dentinho, deve-se realizar a higienização após as refeições e antes da criança se deitar, procurando sempre utilizar uma escova com cabeça pequena e cerdas macias. Para saber mais, procure um dentista especialista em crianças.
Visitas ao oftalmologista
Uma visita ao oftalmologista, ou mesmo a realização de testes simples de visão nas crianças em torno de quatro a cinco anos de idade, ou quando desconfiar que há alguma coisa de anormal com o menor, pode, prevenir problemas futuros. Gestos como inclinar a cabeça ao brincar ou ao escrever podem indicar que um dos olhos pode estar funcionando melhor que o outro. Por isso, quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, melhores as chances de sucesso em um eventual tratamento.
O peso da mochila escolar
Pesquisas realizadas em diversas escolas (públicas e privadas) com crianças com idades entre cinco e nove anos mostraram que mais da metade delas carregam peso extra nas mochilas escolares. As mesmas pesquisas apontaram para resultados que indicam que os pesos dessas mochilas estavam sempre acima do recomendável.
É consenso entre especialistas que a mochila não deve ultrapassar 10% do peso de que quem as transporta. Fazer a conta é muito simples: crianças que pesam entre 30 e 35 kg não devem carregar mais que 3 kg a 3,5 kg. Ultrapassar esse limite pode trazer sérios problemas futuros de saúde para a coluna vertebral, os pés e os quadris da criança.
Aos pais, cabe sempre monitorar, pesando as mochilas periodicamente, verificando se o conteúdo é mesmo necessário, distribuindo melhor o peso ou ajustando-a às costas do filho. O recomendável é orientar sempre as crianças sobre este assunto.
Lanches saudáveis
Os lanches complementam as refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), contribuindo com energia e nutrientes para o adequado crescimento e o desenvolvimento das crianças. Os pais e educadores devem estar atentos ao valor nutricional dos lanches escolares, já que é comum ser observado crianças consumindo alimentos pouco nutritivos e altamente calóricos (como frituras e alimentos açucarados, por exemplo), o que, além de tirar o apetite para a refeição posterior, podem contribuir para o desenvolvimento de doenças como a obesidade e as cardiopatias.
A opção mais saudável e de menor custo é o lanhe preparado em casa. Um lanche saudável deve ser composto por uma fonte de carboidrato (pão, biscoito ou barra de cereais), uma fonte de proteína e cálcio (queijos, achocolatados, requeijões ou iogurtes) e uma fruta ou suco de frutas (que fornecem fibras, vitaminas e minerais). Vale sempre a pena consultar um nutricionista para se orientar melhor neste quesito.
Benefícios do esporte para as crianças
O esporte, além de integrar e sociabilizar as crianças por meio de jogos e brincadeiras, é uma excelente forma de fazê-las liberar energias. Praticar esportes é salutar e proporciona o desenvolvimento de competências físicas, sociais e comunicativas ? atividades essenciais para o processo de desenvolvimento individual e social das crianças. Além disso, visa o desenvolvimento integral, capacitando-as a lidar com suas necessidades, desejos e expectativas.

Imprimir