Agora quem for aos supermercados em Divinópolis não encontrará as sacolas convencionais. O projeto de lei n° CM ? 031/2008 que dispõe sobre a substituição do uso de sacolas e sacos plásticos, foi aprovado na última reunião ordinária do ano. Divinópolis é a primeira cidade do interior do Brasil a obrigar estabelecimentos comerciais a substituírem as tradicionais ?sacolinhas? plásticas pelas oxi-biodegradaveis.
A Lei trata da substituição de sacolas plásticas por outras feitas de material biodegradável ou recicladas. Assim como em Divinópolis, a capital mineira foi a pioneira na adoção desse projeto no Brasil, porém, o texto de autoria do presidente da Câmara Municipal Marcos Vinícius foi protocolado com data anterior ao seu similar em Belo Horizonte.
O estabelecimento que não cumprir com as determinações do disposto em Lei se sujeitará a sanções como a imediata autuação e suspensão do alvará de funcionamento até que as exigências sejam cumpridas. Em caso de reincidência, será aplicada ao infrator, multa no valor de R$ 5 mil que poderá ser revertida ao Fundo Municipal do Meio Ambiente. Os estabelecimentos têm o prazo de um ano para de adaptarem as novas normas estabelecidas pela Lei.
Vinícius definiu a aprovação em pronunciamento, taxando-a como uma votação histórica. ?Essa é uma disposição mundial, o mundo inteiro está voltado para isso?, afirmou. Para ele a lei tem o espírito educativo e cultural. Ele ainda alegou que alguns supermercados estão realizando a troca espontaneamente, diante disso, segundo ele, vê-se a necessidade e a importância da aprovação da matéria.
O vereador Edmar Rodrigues (PRTB) em discussão mostrou-se contra o projeto. Ele alegou que os comércios de menor porte terão grande dificuldade de se adaptarem as exigências da nova lei. O prefeito eleito Vladimir Azevedo (PSDB) assumiu a responsabilidade de daqui a um ano rever a matéria e, caso haja algum problema, modificá-la.

print
Comentários