O posto de combustíveis localizado na rua Dr. Teixeira Soares, no bairro Engenho de Serra, mais uma vez, foi alvo de bandidos.

De acordo com informações da Polícia Militar, em contato com o frentista do posto, um jovem de 18 anos, ele relatou que três indivíduos chegaram em um GM Kadete, de cor cinza escuro, placa GLI-2496, de Formiga e armados,  anunciaram o assalto, roubando todo o dinheiro que estava em poder da vítima.

Após as investigações, os militares constataram que os suspeitos pelo crime seriam dois homens, de 18 e 31 anos, e um menor de 13 anos, sendo iniciado rastreamento imediatamente.

Durante o rastreamento, os policiais compareceram na residência de um dos possíveis autores, na rua Lau Belo, no bairro Cidade da Serra. No local, os militares encontraram o veículo utilizado no crime.

Imediatamente, os policiais fizeram um cerco e entraram na residência, onde encontraram os três indivíduos escondidos em um dos quartos da casa. Os homens e o adolescente assumiram o crime e informaram que as armas utilizadas estavam enterradas em um lote, próximo à casa de um deles.

No lote, as armas foram apreendidas (duas garruchas, uma calibre 36 e outra calibre 38), ambas com a numeração raspada, sendo que uma encontrava-se municiada com um cartucho intacto, além da quantia de R$617, que foi roubado do posto. Os militares também apreenderam 19 pedras de crack.

posto Eng Serra 2

Foto: Divulgação/PM

Durante o registro da ocorrência policial, o menor disse aos policiais que os dois homens passaram diversas vezes próximo ao posto avaliando o momento de agir e, durante o roubo, permaneceram no interior do veículo com uma arma de fogo enquanto ele assaltava o posto. O menor afirmou também que um dos suspeitos iria lhe dar fuga e conseguir um “mocó” para se esconderem.

 

Os dois homens foram presos em flagrante delito, o menor apreendido em flagrante, sendo todos conduzidos juntamente com as armas, droga, dinheiro e demais objetos apreendidos, para a Delegacia de Polícia Civil. O adolescente foi liberado após ser ouvido.

Redação do Jornal Nova Imprensa Fonte PM

print
Comentários