Da Redação

Dois homens, um de 51 e outro de 49 anos, foram presos pela prática de pesca predatória no Lago de Furnas, na terça-feira (17), em Formiga.

Segundo informações do 3º Pelotão de Polícia de Meio Ambiente, os dois irmãos foram presos após denúncias anônimas informando que eles estavam praticando pesca irregular nas localidades da comunidade de Cunhas e do Clube Encosta do Lago.

De acordo com as denúncias, os suspeitos utilizavam um veículo VW/Parati, de cor escura.

Após levantamento e planejamento de abordagem, duas equipes do 3º Pelotão de Meio Ambiente foram até o local para averiguação, sendo que, durante o percurso pela estrada de acesso à comunidade de Papagaios, avistaram um veículo com as mesmas características do utilizado pelos pescadores, transitando em sentido contrário.

Os policiais deram ordem de parada ao condutor do veículo. Ao averiguarem o porta-malas do carro, os militares encontraram um recipiente contendo 22 quilos de pescado (tilápias) ainda preso em cinco redes de pesca.  Os homens declararam que haviam acabado de capturar os peixes no Lago de Furnas, mediante uso das redes e que não eram pescadores profissionais.

Os indivíduos foram presos em flagrante por crime ambiental  (pesca predatória), com agravante de ser período de defeso da piracema, sendo cientificados dos direitos constitucionais deles e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil.

Os irmãos foram multados por meio dos Autos de Infração/Sistema no valor de R$5.382,25 cada. Foram apreendidas as cinco redes de pesca que totalizaram 300m², o pescado e diversos equipamentos utilizados para pesca noturna. O veículo foi apreendido e removido para o pátio do socorro credenciado.

A Polícia de Meio Ambiente solicita o apoio da população com intuito de identificar pescadores irregulares que atuam na região, repassando as informações para o 3º Pelotão de Meio Ambiente, por meio do telefone (37) 3322-1454, ou pelo Disque Denúncia Unificado(DDU) 181.

(Fotos: Divulgação/ Polícia de Meio Ambiente)

 

Fonte: Polícia de Meio Ambiente||

Imprimir

Comentários