Redação Últimas Notícias 

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG) divulgou na terça-feira (14) uma lista com os nomes dos políticos que tiveram as contas julgadas como irregulares ou que tiveram as contas de governo rejeitadas pelo Legislativo.

A lista que engloba julgamentos dos últimos oito anos foi entregue ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) e conta com os nomes de 1.356 gestores públicos.

A rejeição pelos Tribunais de Contas pode subsidiar decisões judiciais pela inelegibilidade dos envolvidos, além disso, baseado na lista, candidaturas podem ser impugnadas.

De Formiga, figuram na lista o nome de dois políticos: o ex-prefeito Moacir Ribeiro da Silva, que teve as contas de governo rejeitadas pelo Legislativo, e o ex-vereador Sebastião Alves Rangel (Tião Rangel), cujas contas julgadas foram consideradas irregulares.

Moacir Ribeiro (Foto: Arquivo UN)

Tião Rangel (Foto: Reprodução/Facebook)

Em Arcos, três políticos tiveram os nomes incluídos na lista: Eduardo Carvalho Faria e Eduardo da Cunha tiveram as contas julgadas irregulares e José Agenor da Silva por restituição aos cofres públicos e multa. Apenas um político de Divinópolis aparece na lista: Euclydes Bebiano dos Santos, cujas contas foram consideradas irregulares.

Ao todo, nomes de 44 políticos da região Centro-Oeste figuram na lista. Confira a lista completa no portal da transparência do TCE-MG.

print

Comentários