Na reunião da Câmara Municipal desta semana, os vereadores aprovaram o projeto de lei 271/2010, que autoriza o poder Executivo a abrir orçamento vigente, crédito especial no valor de R$ 24 mil, para posterior concessão de subvenção social à Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas (ACCCOM), para assistência médica ambulatorial aos munícipes portadores de doença oncológicas, atendidos em Divinópolis.
Em relação ao projeto, o vereador Cid Corrêa/PR disse que se a Prefeitura não enviasse o projeto para a Câmara e ajudasse como ajudou seriam cancelados todos os atendimentos dos cidadãos formiguenses na ACCCOM. ?São milhares de pessoas que sofrem com esse drama. Parabenizo o trabalho da Associação Mão Amiga e esperamos aprovar outro projeto para essa finalidade com um valor maior? .
José Gilmar Furtado (Mazinho/DEM) contou que, em 2008, o então secretário de Saúde foi chamado à associação para assinar um contrato. ?Simplesmente o secretário perguntou se caso não fechasse o contrato, se o povo de Formiga seria atendido. O coordenador respondeu que ia sim, pois lá é uma entidade, que estava era pedindo uma ajuda e que seriam atendidos sim. Então, o secretário respondeu que não iria fazer esse contrato. Realmente o valor dessa verba poderia ter sido maior? .
O vereador Moacir Ribeiro/PMDB destacou o tratamento contra o câncer que é realizado em Divinópolis e falou ainda que deveria fazer uma reunião, inclusive com o prefeito, para discutirem sobre a realização de cirurgias em Formiga. ?Tem pessoas que vão três, quatro vezes na semana no Pronto Atendimento, vão de madrugada e estão precisando fazer uma cirurgia. Vamos pedir à secretária de Saúde, ao provedor da Santa Casa, ao prefeito e nós vereadores para fazermos uma reunião para tentar sanar esses problemas das cirurgias eletivas em Formiga? , contou o vereador.
Eugênio Vilela/PV contou que, de acordo com o orçamento, são destinados R$ 400 mil para essa finalidade. ?Falta realmente sensibilidade ao prefeito de Formiga para colocar em prática essa questão, pois já está passando da hora?.

Verba para a Santa Casa
O projeto de lei 272/2010 autoriza a concessão de subvenção social à Santa Casa de Caridade de Formiga, no valor de R$ 94.266,29, com recursos provenientes do Pró-Hosp, para a microrregião de Formiga.
A respeito desse projeto de lei, repassando verbas para a Santa Casa, o vereador Gonçalo Faria/PSB explicou que esse dinheiro é um recurso do convênio entre a Santa Casa e o governo do Estado. ?E o governo do Estado continua repassando via Fundo Municipal de Saúde, faz a contabilização como se fosse o Estado repassando. Somos obrigados a fazer aqui, autorizando a Prefeitura a repassar um dinheiro que é da Santa Casa. Isso pra mim é ridículo, o Estado usa esse artifício todas as vezes e a população acha que a Prefeitura se obriga a fazer esse repasse. Esse dinheiro é da Santa Casa e ele tinha que cair direto no caixa da Santa Casa. Fica aqui mais uma vez o protesto desse vereador, desta forma ridícula que o Estado usa para os pagamentos de seus convênios e isso não acontece só em Formiga não e sim em todos os hospitais que fazem parte do Pró-Hosp? , contou.

Reclamação
Durante a reunião, foi lida uma carta enviada pelos moradores do bairro Engenho de Serra, em forma de protesto quanto às condições de atendimento no posto de saúde do bairro. O documento ressalta o descaso dos funcionários com os pacientes, a dificuldade na marcação de consultas, os agentes não visitam as casas e que o prefeito ficou de tomar providências, mas que, até o momento, nada havia sido feito.

Imprimir
Comentários