O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump passou a ser investigado criminalmente por sua tentativa de reverter os resultados das eleições em um condado da Geórgia, um dos estados onde ele foi derrotado por Joe Biden nas eleições de 2020.

Os promotores do condado de Fulton deram início às investigações criminais.

A procuradora Fani Willis, do Partido Democrata, pediu a diversas autoridades locais que não se desfaçam de documentos relacionados à pressão que Trump exerceu em sua tentativa de impedir a certificação do resultado das eleições em que ele foi derrotado.

No dia 2 de janeiro, Donald Trump ligou para o secretário de Estado da Geórgia, o republicano Brad Raffensperger, e insistiu para que ele “encontrasse” votos suficientes para reverter sua derrota.

Trump repreendeu Raffensperger alternadamente, tentou bajulá-lo, implorou-lhe para agir e ameaçou-o com vagas consequências criminais se o secretário de Estado se recusasse a prosseguir com suas falsas alegações, a certa altura alertando que Raffensperger estava assumindo “um grande risco”.

Durante a ligação, Raffensperger e o conselheiro geral de seu escritório rejeitaram as afirmações de Trump, explicando que o presidente está contando com teorias conspiratórias desmascaradas e que a vitória do presidente eleito Joe Biden com 11.779 votos na Geórgia foi justa e precisa.

Trump rejeitou seus argumentos. “O povo da Geórgia está com raiva, o povo do país está com raiva”, disse ele. “E não há nada de errado em dizer, você sabe, hum, que você recalculou.” Raffensperger respondeu: “Bem, Sr. Presidente, o desafio que você tem é que os dados que você tem estão errados”.

Outras tentativas

O telefonema não foi a única tentativa de Trump de levar os votos da Geórgia mesmo tendo perdido as eleições lá. Ele também pediu ao governador, Brian Kemp, para convocar uma sessão legislativa para reverter o resultado de sua derrota.

Ele também ligou para um policial e pediu para que ele “encontrasse a fraude” (Trump usava o artifício de que houve fraude para justificar suas tentativas de reverter sua derrota).

Fonte: G1

Imprimir
Comentários