Duas pessoas em Formiga estão em observação por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde por apresentarem os sintomas da nova gripe (Influenza A). Os pacientes têm bom estado de saúde de modo geral e, no momento, nenhuma complicação.
Algumas semanas atrás, foram monitorados na cidade três casos de pacientes que apresentaram sintomas clássicos da gripe e que poderiam ter sido contaminados pelo vírus. Essas pessoas completaram o período de quarentena sem nenhuma complicação ou evolução da doença.
Segundo o Protocolo do Ministério da Saúde, vigente naquela época, os pacientes não tinham indicação para passarem por exames específicos da nova gripe. Tal medida deveria ser tomada apenas se apresentassem fatores de risco e de gravidade, como no caso de diabéticos, hipertensos, imunideprimidos ou pessoas com doença respiratória aguda grave.
Os pacientes que foram monitorados em Formiga apresentaram dor no corpo, febre e tosse. Sendo que essas pessoas já passam bem e foram liberadas da observação.

Trabalho de prevenção
A Secretaria Municipal de Saúde está trabalhando de acordo com medidas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e do governo do Estado para orientar a população a se prevenir quanto à nova gripe. No posto de saúde do bairro Alvorada, por exemplo, haverá uma palestra esta semana a ser proferida pelo médico Ronan Castro. Os pacientes que participam de grupos como diabéticos e hipertensos foram convidados.
O trabalho inclui distribuição de exemplares do Protocolo do Governo Estadual para os postos de saúde e panfletos educativos para a comunidade, além da realização de palestras para informar servidores da saúde e a comunidade quanto à doença. Uma delas foi promovida na sexta-feira (24), durante a XIV Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho da Santa Casa).
A atividade foi realizada pela coordenadora de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, Juliana Silva Castro. Ela informou aos participantes sobre as formas de prevenção e esclareceu as dúvidas dos presentes sobre a doença.
?Todos devem estar atentos para evitar o contágio da doença com atos como: limpeza frequente das mãos, evitar ambientes pouco ventilados e aglomerações. Ao tossir ou espirrar, deve-se usar um lenço descartável?, ressaltou a Coordenadora.
Juliana Castro informou ainda que as pessoas que apresentarem sintomas como febre alta, tosse e dor de garganta devem procurar o médico em uma unidade de saúde para a avaliação.

print
Comentários