Atlético bem que tentou, fez a sua melhor partida no ano, mostrou um desempenho melhor em relação aos últimos jogos, mas não foi suficiente, e está eliminado da Copa Sul-Americana. 

A vitória por 2 a 0 sobre o Unión, da Argentina, nessa quinta-feira (20), no Independência não bastou para que o Galo invertesse a vantagem construída pelo adversário no jogo de ida (3 a 0), e avançasse à segunda fase do torneio. 

Conforme o jornal Hoje em Dia, após a partida, o técnico Rafael Dudamel lamentou a desclassificação precoce do Alvinegro, mas mostrou otimismo para a seqüência da temporada, tomando como base a apresentação do time no duelo no Horto. 

“Depois dessa demonstração, não espero nada menos dos jogadores. E a cada dia, a cada jogo, vamos marcando uma evolução de cada jogador e uma evolução da equipe. Foi uma partida perigosa, de alto risco, de tudo ou nada. E tinha que apostar. Eu compartilhei com os jogadores, que entenderam a ideia. Ganhamos o jogo, mas não alcançamos a classificação. Otero, Nathan, Arana vão tomando melhor forma. São jogadores que permitem a evolução da equipe. Então, hoje fico com a amargura da eliminação, mas com a esperança da evolução que teve o plantel”, completou Dudamel. 

O comandante venezuelano citou a parte física da equipe alvinegra como mais um fator decisivo no confronto com o time argentino.  

“Para este jogo, (a falta de preparo) foi determinante. Se a equipe toda está com 100% da preparação, poderia acontecer algo mais.

Lamentavelmente, tivemos jogadores que não estavam em plenitude. Nos momentos determinantes, faltou essa gasolina extra para arrematar o jogo”. 

Críticas

O comandante venezuelano também comentou sobre as cobranças que vem sofrendo de parte da torcida do Galo, em função do desempenho ruim da equipe nos últimos jogos. 

“As críticas são normais, porque fomos eliminados na primeira fase da copa. As críticas despertam em mim a possibilidade de seguir trabalhando para ser melhor. Quando ganharmos partidas, títulos, as críticas mudam para aplausos. Hoje não posso pedir aplausos e reconhecimentos, porque não avançamos de fase. Sou o responsável, o que acontece com a equipe é minha responsabilidade. Temos que assumir a tristeza e as críticas dos torcedores. Eles sabem e sentem que vamos dar muitas alegrias”. 

Os jogadores do Atlético agora ganham folga até domingo, quando vão se reapresentar de olho no duelo com o Afogados-PE, na próxima quarta-feira, às 21h30, no estádio Vianão, nada cidade de Afogados da Ingazeira, pela segunda fase da Copa do Brasil.

 

Fonte: Hoje em Dia ||
Imprimir
Comentários