Gustavo Heronville, educador físico e gerente de uma grande rede de academias de Belo Horizonte, está promovendo uma live musical para arrecadar cestas básicas e ajudar os profissionais do setor.

Ele, que também é cantor de um grupo de axé, sentiu a necessidade de ajudar colegas da área fitness que estão enfrentando dificuldades durante a pandemia. 

Com um vídeo no Instagram, Gustavo explicou a situação para pouco mais de dois mil seguidores que tem na rede, mas a gravação já foi reproduzida mais de 10 mil vezes. Em 15 minutos, ele contou sobre a iniciativa de fazer uma live com seu grupo de axé, para arrecadar doações que serão destinadas aos funcionários de academias em BH.

Fechados por tempo indeterminado, os espaços fitness enfrentam um problema maior que em 2020. Segundo o educador, “ano passado ficamos fechados por seis meses direto, mas tinha o auxílio. Os colaboradores tiveram os contratos suspensos e o governo arcou com os salários. Não foi completamente, mas já ajudou”. 

Desde o fim do subsídio que garantia redução de jornada e suspensão de contratos, empresas de todos os setores sentiram o efeito ainda maior da crise. Para as academias, o faturamento costuma ser maior nos primeiros meses do ano: “O Natal do comércio é o janeiro da academia”, diz Heronville.

Sem garantia do programa de auxílio, Gustavo pensou em uma ação que pudesse ajudar não só os colaboradores da rede que ele é gerente, mas de todas as academias em BH. “É uma iniciativa de cunho pessoal, não estou pedindo diretamente para a academia que trabalho, mas para todas que estiverem precisando. E a ação não tem nenhum viés político, é apenas para ajudar os funcionários”, diz.

Cantor da Banda Axé%u0301 Vintage, ele vai promover uma live musical para arrecadar cestas básicas ou o valor delas, no sábado (10), às 16h. “A ideia é não deixar o pessoal passando fome mesmo”, diz Gustavo. 

Em parceria com um estúdio da capital, a banda fará a transmissão ao vivo pelo YouTube e na tela, ficará disponível um QR Code, que pode ser escaneado e levará à conta de doação. A expectativa é arrecadar R$ 20 mil ou 300 cestas básicas. De acordo com o educador físico, a publicação na rede social surtiu efeito, já que ele recebeu 70 cestas. 

Aos responsáveis por academias de BH, Gustavo deixa um recado: “Quem tiver interesse pode e deve entrar em contato comigo para informar que também está precisando”. Além disso, ele faz o convite a quem puder realizar a doação em dinheiro ou física, que terá o endereço de entrega divulgado durante a live, no dia 10.

Acompanhe a ação pelo canal do YouTube da banda clicando aqui.

E para quem deseja contribuir com as doações antecipadamente, os métodos estão disponíveis em:

  1. PicPay: Axé Vintage
  2. Pix: [email protected]

Fonte: Estado de Minas 

Imprimir
Comentários