Cristiane Silva – Estado de Minas

Quatro jovens saíram para caçar Pokémons e acabaram presos dentro de um cemitério. O caso aconteceu em Divinópolis, Região Central do estado, na noite de domingo. Diante da situação, a prefeitura recomendou que os funcionários dos locais redobrem a atenção para evitar novos casos envolvendo usuários do game Pokémon Go.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Divinópolis, o cemitério do centro da cidade fica fechado aos domingos e só abre para sepultamentos. Como houve uma cerimônia ontem, o grupo de jovens aproveitou para entrar no local e procurar as criaturas virtuais em meio aos túmulos.

A assessoria explica que o cemitério é um dos maiores da cidade, ocupando dois quarteirões, com túmulos altos, e os jovens deveriam estar em um local distante do portão. Após o sepultamento, as pessoas foram embora e o coveiro trancou o portão. Eram 18h10.

Algum tempo depois, os jovens perceberam que estavam trancados e pediram ajuda. A foto que mostra os três rapazes e uma garota no portão se espalhou pelas redes sociais. Conforme a assessoria da prefeitura, o Serviço Municipal do Luto, que têm plantão, foi chamado e acionou o coveiro, que ainda estava no caminho para casa depois do trabalho. O portão foi aberto às 19h e os jovens foram embora. Ainda segundo a prefeitura, não houve boletim de ocorrência, e foi solicitado que os coveiros fiquem mais atentos durante o horário de fechamento para evitar outros casos como o de domingo.

Desde que o Pokémon Go foi lançado, cemitérios de várias partes do mundo acabaram atraindo os jogadores. O game usa locais públicos para criar os Ginásios e PokeStops, e as necrópoles acabaram entrando na lista desses pontos.

print

Comentários