Um jovem de 22 anos, funcionário de uma fábrica de tecidos, localizada na rua Pitangui no bairro Bom Pastor/Padre Libério, em Divinópolis, faz refém um colega de trabalho desde às 7h desta quarta-feira (23).
De acordo com a Polícia Militar, o rapaz sofre de depressão que se agravou durante o fim de semana e não tem envolvimento com vícios. O funcionário apresentou surto psicótico, se apossando de uma tesoura e fazendo refém em um cômodo no interior da empresa, um colega de trabalho.
De acordo com a empresa, o jovem faz tratamento psicológico há cerca de três meses e o fato não tem relação com qualquer desavença com colegas de trabalho ou com a direção da fábrica. O local foi isolado para evitar a aproximação de pessoas e a polícia continua as negociações na intenção de resolver o fato sem vítimas. Uma ambulância do Corpo de Bombeiros também está no local.
A mãe do rapaz chegou agora a pouco a fábrica e revelou que ele nunca teve surtos parecidos, mas recentemente o psicólogo a recomendou encaminhar o filho a um psiquiatra, devido ao desenvolvimento de uma síndrome do pânico. Ela foi conduzida pela polícia até o interior da empresa para conversar com o filho na tentativa de convencê-lo a abandonar o plano.

Imprimir
Comentários