Após denúncias, mais duas armas de fogo foram apreendidas por militares na subárea da 241ª Companhia de Polícia Militar em Arcos.
A primeira apreensão ocorreu no dia 15 de março, em Pains, com a participação de militares daquela cidade e com o apoio do Grupo Tático da PM de Arcos. Na oportunidade, um revólver calibre 32 foi apreendido, juntamente com três munições.
A segunda arma foi localizada e apreendida no dia 16 de março, depois que um comerciante de 58 anos informou à Polícia Militar de que na noite do dia anterior ele tinha avistado um motociclista esconder um embrulho próximo de uma cerca, no bairro Esplanada, em Arcos.
O homem disse ainda que acreditava se tratar de drogas. Diante das informações, os militares foram até o local, juntamente com o solicitante, onde encontraram o embrulho. No seu interior, estavam um revólver calibre 32 e duas munições intactas, que foram apreendidos e encaminhados à Polícia Civil.
As duas armas estavam em estado irregular.
Mais apreensões
Dois revólveres calibre 38, uma espingarda calibre 28, dois punhais, 34 munições, um frasco contendo pólvora, outro contendo chumbo e cinturão porta munições, foram apreendidos pela Polícia Militar no domingo (18), na Fazenda Água Santa, na zona rural de Arcos. A apreensão foi motivada por denúncias de que cidadãos de Lagoa da Prata estariam planejando roubar as armas da fazenda, que está situada às margens da MG-170.
Com isso, os militares fizeram contato com o proprietário, um homem de 42 anos, que foi informado do teor das denúncias e entregou voluntariamente as armas, explicando que elas pertenciam ao seu falecido pai.
De acordo com informações da PM de Arcos, em menos de três meses, 42 armas já foram apreendidas no município.

Imprimir
Comentários