A morte de um cachorro que foi encontrado escalpelado em Pains é investigada pela Polícia Civil. Ele foi resgatado ainda com vida no sábado (5), próximo à praça José Bonifácio, com parte da pele arrancada do corpo.

Um boletim de ocorrências foi registrado no domingo (6) devido às condições do animal. Após a morte do cão, nessa terça-feira (8), a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o caso.

A previsão, segundo informações da delegacia de Pains, é que o inquérito seja concluído na semana que vem, após a liberação do laudo pericial.

Resgate

“A princípio, não entendi direito o que era o caso. Quando cheguei ao local, fiquei sem saber o que dizer. Nunca vi nada do tipo em vários anos de proteção [aos animais]. A pele estava solta, caindo sobre o rosto dele. Você conseguia ver o crânio”, relatou ao portal  G1 a presidente da Associação Protetora dos Animais Focinho Gelado, Cáthya Goulart.

Cáthya foi quem recolheu o animal encontrado perto da praça. Após o resgate, o cachorro foi levado para uma clínica veterinária em Formiga, onde foi atendido e medicado. Segundo a médica veterinária Natália Rodrigues, o quadro de saúde do animal era muito grave.

“Fizemos os procedimentos de desinfecção e lavagem e, em seguida, voltamos a pele ao lugar e enfaixamos para ver se ela se fixava, mas o estado dele era gravíssimo”, contou a veterinária.

De acordo com a presidente da associação, o animal também passou por exames para verificar o estado de saúde. A suspeita, segundo a veterinária e a presidente da associação, é que o cão tenha morrido por infecção generalizada, devido à retirada da pele.

Ainda segundo a veterinária, uma necropsia será realizada na próxima segunda-feira (14) para confirmar a causa da morte.

 

Fonte: G1||

Imprimir

Comentários