Paulo Coelho

Membros da comunidade de Ponte Vila procuraram a redação do portal para denunciar sobre a falta de energia elétrica na quadra poliesportiva Rosa Rodrigues de Oliveira Nunes, anexa à Escola Municipal Florêncio Rodrigues Nunes recém-inaugurada.

A festa de inauguração do espaço, realizada nos dias 29 e 30 de abril contou com show, torneios e discurso, mas a alegria dos moradores não passou desses dois dias. Conforme mostram as fotos, a Prefeitura realizou uma ligação elétrica provisória da quadra apenas para a realização da solenidade de inauguração e em seguida desligou a rede.

Em contato com a Secretaria de Educação, o jornal obteve a seguinte resposta:

1 – De fato, a ligação de energia no local foi feita de forma provisória, para atender apenas as solenidades de inauguração;

2 – A quadra é ESCOLAR, portanto o seu horário de funcionamento deverá ser o mesmo da escola, ou seja: funcionará nos períodos matutino e vespertino o que, em princípio, elimina a necessidade de iluminação artificial;

3 – Porém, nos feriados e finais de semana, nada impede que, respeitadas estas condições e outras advindas da direção da escola, a comunidade (não escolar) possa dela fazer uso;

O secretário de Educação, Geraldo Reginaldo informou ainda, que a quadra foi construída com recursos advindos do Governo Federal, no valor de R$509 mil e que foram gastos cerca de R$420 mil, ou seja, há uma sobra de cerca de R$ 90 mil que o secretário pretende aplicar na construção de uma rampa de ligação entre o prédio escolar e a nova quadra.

Geraldo Reginaldo desmentiu ainda a informação de que o município teria se valido de uma ligação clandestina (gato) para iluminar a quadra durante a inauguração: “Isso não houve. Fizemos uma ligação provisória e como sempre onerosa aos cofres públicos. A Cemig, recebeu sim, pela energia consumida”, disse.

Imprimir

Comentários