A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou, no sábado (27), que 210 detentos do sistema prisional mineiro testaram positivo para coronavírus. O número representa um aumento de 114% dos casos nos presídios que, no dia 20 de junho, tinham 98 presos contaminados.

Deste total, apenas um detento está em prisão domiciliar. Os demais cumprem pena em unidades localizadas em Águas Formosas, Belo Horizonte, Divinópolis, Pitangui, Iturama, Manhumirim, Bocaiúva, Sete Lagoas, São Joaquim de Bicas, Ribeirão das Neves, Pompéu e Formiga.

Para resguardar os detentos, as visitas em presídios estão suspensas, os presidiários estão recebendo máscaras e as audiências estão sendo realizadas por videoconferência. As alas em que se encontram foram isoladas, desinfectadas e todos servidores e demais detentos do local usam máscaras de forma preventiva.

Ainda neste sábado, a Secretaria confirmou que o presídio de Manhumirim, na região da Zona da Mata de Minas Gerais, tem 43 detentos com coronavírus. Familiares dos presos fizeram uma manifestação pacífica no local, exigindo informações sobre o estado de saúde de seus parentes.

Morte de detento
No último sábado, a Sejusp confirmou a morte de um detento com Covid-19, no Presídio Inspetor José Martinho Drumond. Ele tinha 67 anos, e era cardiopata e hipertenso. O idoso foi internado na noite de segunda (15), recebeu o benefício da prisão domiciliar, mas morreu na quinta-feira (18). Ele cumpria pena desde 2014.

Matéria do G1

Imprimir
Comentários