A dificuldade das empresas de encontrar mão de obra especializada e a escassez de trabalhadores já enfrentada por diversos setores do comércio e da construção civil dão novas chances às pessoas sem experiência, num cenário de recuperação inesperada da economia. Para a surpresa de quem se deparava com a exigência de comprovar tempo de trabalho na carteira para conquistar uma vaga, há oportunidades quebrando essa barreira para a contratação de repositores de supermercados a auxiliares de escritório, pedreiros e carpinteiros, garçons, operadores de telemarketing e profissionais da área de desenvolvimento de sistemas de informática.
Até mesmo a indústria passou a ser mais flexível nos processos de seleção para o preenchimento de algumas vagas, a exemplo do posto de ajudante de carga e descarga. Os jovens em busca do primeiro emprego também poderão se surpreender com a perspectiva de admissão imediata em programas de treinamento bancados pelos empregadores. Termômetro dessa nova realidade, nas 108 agências do Sistema Nacional de Emprego (Sine) em Minas Gerais ? maior rede de intermediação de mão de obra no estado ?, 35,45% das 3.520 vagas abertas na semana passada não exigiam experiência.

Imprimir