Uma chamada rotineira para ajudar a resgatar um grupo de adolescentes após um acidente terminou como tragédia para uma enfermeira do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no domingo (15), em Lambari, no Sul de Minas. Ao chegar ao lugar onde o acidente aconteceu, ela descobriu que o filho de 19 anos estava morto. 

O jovem era o motorista do carro, que ficou destruído após colidir com a pilastra de uma casa. Além dele, faleceram também dois adolescentes de 16 e 17 anos que, com o motorista, seguiam de volta para casa após uma festa. Os três foram velados juntos na segunda-feira (16). 

A mulher descobriu a tragédia ao notar a semelhança do carro envolvido no acidente com o carro de seu filho e, ao conferir, encontrou o corpo do jovem jogado sobre o banco. Ele não resistiu ao impacto da colisão e morreu antes mesmo de ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Os colegas de ambulância a acolheram e, segundo o Samu de Varginha e responsável pelas guarnições de Lambari, ela receberá todos os cuidados oferecidos pelo departamento de psicologia após o trauma. 

Acidente com sete feridos

Os sete amigos, com idades entre 16 e 20 anos, seguiam de volta para casa após uma comemoração em Lambari quando o acidente aconteceu. O carro em que estavam, um Chevrolet Classic, chocou-se contra o muro de uma casa. 

O motorista de 19 anos e um dos adolescentes já foram encontrados mortos no momento do resgate. Outros três seguiram com o Samu para um pronto socorro no município. No entanto, um deles não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Os outros dois jovens foram para o hospital por meios próprios, como descreveu a Polícia Militar. 

 

Fonte: O Tempo Online||
Imprimir
Comentários