O engenheiro agrônomo Lacir Rowilson Dutra esteve na reunião da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (9), para explicar sobre os trabalhos realizados na Emater, em Formiga.
De acordo com Lacir Rowilson, a Emater é uma empresa de governo, mas de direito privado. ?Ela recebe do governo estadual 80% de sua folha de pagamento e os 20% restante tem que ?buscar fora?. A Emater necessita de um convênio com a Prefeitura. Ela trabalha direcionada para o desenvolvimento rural da cidade e é preciso ter um interesse do município?, disse.
A Emater existe em 788 cidades de Minas Gerais e em Formiga há 58 anos. O engenheiro explicou sobre os trabalhos feitos ao longo de vários anos nas comunidades rurais. ?Colocamos quatro prioridades: o crédito rural, a organização rural, a questão ambiental e a segurança alimentar. Em Formiga, atendemos a todos os produtores rurais?.
Segundo informou Lacir Rowilson, Formiga, atualmente, é o município que mais aplica em crédito rural. ?Financiamos várias atividades, desde o armazenamento até a cultura de soja. É importante ressaltar também os parceiros em nossos trabalhos. Em 1987, a Emater contava com 43 projetos. Em 2011 foram 1.316 projetos, em um total de R$ 36 milhões aplicados no município?.
Lacir Rowilson começou a trabalhar na Emater em 1972. De 1974 a 1976, o engenheiro agrônomo prestou serviços em Divinópolis. No ano de 1980 voltou para a Emater em Formiga, onde está até hoje.

print
Comentários