Final de ano é hora de colocar as contas em dia e planejar o futuro. Em meio a tantas despesas, os pais se veem às voltas com a cara renovação de matrícula nas escolas particulares. É bom preparar o bolso, pois pesquisa realizada pelo site Mercado Mineiro entre 3 e 4 de dezembro revela que alguns colégios de Belo Horizonte cobram mensalidades nos ensinos fundamental e médio mais caras que parte dos cursos superiores ofertados.
Em média, o custo para manter um aluno na 1ª série do ensino fundamental em 2010 será de R$507,58, 12,33% acima dos valores praticados em 2009. É também na 1ª série do ensino fundamental que está a maior diferença no preço das mensalidade. A escola mais barata custa R$ 289,96 e a mais cara R$855,15, variação de 194,92%.
Segundo Feliciano Abreu, diretor-executivo do Mercado Mineiro, os pais devem pesquisar a infraestrutura e a qualidade do corpo docente, mas também devem buscar referências sobre as instituições. É muito complicado mudar o filho de escola por causa do preço, mas é possível encontrar colégios de padrão semelhante com valores melhores, afirma.
Os maiores valores encontrados no levantamento realizado em 45 escolas particulares da capital foram encontrados no 3° ano do ensino médio. A mensalidade da escola mais cara chega a R$ 988, bem distante da instituição mais barata, que cobra R$ 448,86, variação de 120,11%.

Imprimir
Comentários