As entidades estaduais da classe policial (AMT – APNM – Aproscom– ASSPNOR – CUME – ISCRAT – ASSBEM) se reuniram, nesta semana, com o deputado estadual  Cabo Júlio, o governador de Minas, Fernando Pimentel, o secretário de Governo Odair Cunha, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Helbert Figueiró e o chefe do Gabinete Militar, coronel Fernando Antonio Arantes no Palácio da Liberdade.

Marcou presença também o presidente da Aproscom e vereador de Formiga, Flávio Martins.

Na reunião, as entidades apresentaram uma pauta de reivindicações da classe militar. Foram acordados os seguintes pontos:

1 – O governador reiterou que o Estado de Minas Gerais não irá aderir o plano de renegociação das dívidas do Estado com a União que tem como condições o congelamento de salários e de promoções dos servidores;

2 – O Governo se comprometeu a não realizar alterações na previdência dos militares.

3 – Na segunda-feira (15) o comandante da Policia Militar, Coronel Helbert Figueiró participou da reunião da COF/SEPLAG para negociar o retorno do pagamento das férias prêmio e ajuda de custo atrasadas;

4 – O Governo autorizou o encontro de contas entre militares e o Estado de forma que militares que tenham férias prêmio e ajuda de custo a receber possam abatê-las de dívidas com o Estado como o saldo devedor do Promorar Militar (Programa de Apoio Habitacional dos Militares do Estado de Minas Gerais). A Advocacia Geral do Estado irá analisar se é necessária mudança legislativa.

5 – Foi marcada uma reunião para a primeira semana de junho entre as entidades, o deputado Cabo Júlio, o comando da PM e BM, a Secretaria de Fazenda, Secretaria de Planejamento e Secretaria de Governo para tratar da proposta das entidades de aumentar o valor da primeira parcela paga aos servidores e suprimir a última parcela.

(Fotos: divulgação)

IMPRIMIR

Fonte:

http://blogdocabojulio.blogspot.com.br