A Embaixada dos Estados Unidos em Brasília informou nesta terça-feira (23) que as entrevistas para concessão de vistos devem voltar a ser realizadas na próxima segunda-feira (29). A marcação das entrevistas poderá ser feita pela internet, no sistema tradicional, a partir desta quarta (24). Segundo o conselheiro para assuntos consulares do órgão, Tom Lloyd, a situação em todo o mundo está “se normalizando”.

Temos boas notícias para todos. Aos poucos, a situação de vistos no mundo e no Brasil está se normalizando. Nessa semana, estaremos concentrados em processar os pedidos de visto que já temos aqui dentro. O sistema não está 100% funcionando, mas está cada vez melhor”, disse Lloyd.

Segundo a embaixada, o número de casos pendentes é estimado entre 16 mil e 20 mil, mas não há dados sobre quantos pedidos deixaram de ser enviados ao sistema desde o último dia 9, quando começaram os problemas.

A partir desta quarta, os órgãos consulares em Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo devem fazer contato com quem teve a entrevista cancelada. “Se essas pessoas não receberem nenhum comunicado até segunda-feira, sugiro que entrem em contato [com o órgão consular] ou agendem a entrevista online, por conta própria”, declarou o conselheiro.

Até o fim desta semana, a representação diz que estará “empenhada ao máximo” para resolver a fila de casos pendentes. A embaixada norte-americana em Brasília diz estudar a possibilidade de estender o horário das entrevistas para atender à demanda represada de novos pedidos.

Pane global

O sistema de concessão de vistos norte-americanos a estrangeiros está com problemas técnicos desde o último dia 9. Segundo o governo dos EUA, a falha afeta pedidos feitos depois de 8 de junho.

Nesse período, todas as entrevistas que estavam marcadas até esta semana foram canceladas nos consulados de Brasília, Recife, Rio e São Paulo. Casos de urgência — viagens para negócios, tratamento médico ou morte, por exemplo — podiam ter os pedidos agilizados, mas o motivo teria de ser comprovado pelo interessado.

 

No último dia 17, o porta-voz da Casa Branca John Kirby afirmou que mais de cem especialistas dos setores público e privado dos EUA estavam empenhados na resolução dos problemas técnicos. Segundo ele, vistos de imigração não foram afetados pela pane.

G1

Imprimir
Comentários