Os atletas da Equipe Zenith e do Projeto Tatame do Bem conquistaram 15 medalhas no Campeonato Panamericano de Jiu-Jitsu, sendo quatro ouros, nove pratas e três bronzes.

As disputas promovidas pela Liga Brasileira de Jiu-Jitsu (LBJJ) em parceria com a empresa X-Combat ocorreram no final de semana, no Mineirinho, em Belo Horizonte.

O campeonato contou com a participação de cerca de 500 atletas de vários estados.

Entre os adultos, o professor do Tatame do Bem, Carlos Henrique (Carlinhos) sagrou-se vice-campeão pan-americano, categoria faixa preta super pesado. Marcos Guimarães (Rincon) também professor na unidade da Vila Padre Remaclo, conquistou a medalha de prata em sua primeira competição na faixa marrom.

O atleta Rodnei Barbosa, que atualmente mora em Poços de Caldas foi o campeão faixa marrom no peso pluma. Thiago Oliveira sagrou-se vice-campeão panamericano na faixa roxa entre os pesos médios.
Uma equipe mirim de atletas representando todas as unidades também conseguiu destaque no evento.

O presidente do projeto Rodrigo Assalin avaliou como produtiva a atuação dos atletas. ?Foi um excelente resultado. Só precisamos acreditar mais um pouco em nosso potencial que é muito promissor. Mais uma vez o espírito de união e companheirismo da equipe fez a diferença e nossas crianças aprenderam a verdadeira essência do jiu-jitsu que é trabalhar em conjunto?.
Os irmãos Luíz Fernando e Lucas, que treinam na unidade do Patronato São Luís, conquistaram medalhas de ouro e prata.

A mais nova sede foi inaugurada no dia 1º de novembro, no bairro São Luís. A Os treinos ocorrem no galpão onde até então, funcionava a marcenaria do Patronato. Com uma boa estrutura, o novo espaço é um dos maiores centros de treinamento da região. A sede atende crianças e adolescentes dos bairros Vila Didi, São Luís, Sagrado Coração de Jesus e Santa Teresa (Alto do Cristo).

print
Comentários