Escolher uma escola para matricular o filho nem sempre é uma decisão fácil para os pais. Afinal, a escola tem um papel importante na formação das crianças e dos jovens. Segundo especialistas, para não errar nesta hora, é importante seguir algumas regras.
O primeiro passo é verificar se a escola tem autorização para funcionar. Para o ensino infantil este registro é emitido pela Prefeitura, já para os ensinos Fundamental e Médio, pelo Estado.
A secretária municipal de Educação, Eleuza Barbosa, explica que quando tem essa autorização outros quesitos também são cumpridos, como o quadro de professores e a rede física
Outra dica é a escolha do perfil da escola que procura: se é grande ou pequena, se oferece atividades esportivas e culturais, extraclasse e se isso faz diferença para você.
É importante ainda visitar a escola mais de uma vez. Veja o tempo que os professores trabalham, a infraestrutura e o espaço oferecidos. As referências de parentes e amigos também são fundamentais.
Atenção também aos preços. A mensalidade tem que estar dentro do orçamento da família. Além disso, fique atento a outros custos indiretos como a compra do material escolar. A escolha de um colégio perto de casa também pode fazer a diferença pela facilidade e economia de tempo
Resultado
Feita a escolha é fundamental acompanhar o desenvolvimento e o interesse da criança em ir à aula. Além disso, comparecer às reuniões de pais também é importante. Para a secretária, a escolha certa de uma escola pode fazer a diferença no futuro da criança, mas a errada pode trazer consequências.

Imprimir
Comentários