O sol forte do domingo reforçou a pouca vontade de muitos estudantes para decifrar as questões do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). A prova é obrigatória para alunos sorteados entre os que estão ingressando ou concluindo cursos superiores. Foram selecionados 55.385 pessoas em Minas.
Muitos estudantes só fizeram a prova porque os sorteados que negam a fazê-la são impedidos de receber o diploma.
A prova, iniciada às 13h, poderia ser feita até as 17h, mas, quando o tempo mínimo de uma hora e meia venceu, os estudantes saíram em grandes grupos
A avaliação é feita anualmente e os resultados embasam um ranking do que seriam as melhores universidades do país.
No país, são 564.690 avaliados. Participam estudantes dos cursos de arquitetura e urbanismo, biologia, ciências sociais, computação, engenharia, filosofia, física, geografia, história, letras, matemática, pedagogia e química. O exame é extensivo para cursos superiores em tecnologia com habilitação em construção de edifícios, alimentos, automação industrial, gestão da produção industrial, manutenção industrial, processos químicos, fabricação mecânica, análise e desenvolvimento de sistemas, redes de computadores e saneamento ambiental.
Os resultados do Enade de 2007 divulgados em agosto trouxeram 25 cursos no topo da lista e com nota máxima. Oito deles estão em Minas: nutrição, farmácia e enfermagem da Universidade Federal de Alfenas (Unifal); educação física, nutrição e zoologia na Universidade de Viçosa (UFV); Medicina Veterinária na Universidade Federal de Lavras (UFV) e o curso na área de saúde Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UTM).

print
Comentários