No dia 18 deste mês, o coletivo Irmandade das Flores realizará a primeira etapa do evento Primavera das Flores.

Realizado em parceria com o projeto Cultura para Todos e o coletivo Amor Plus Size, a ação ocorrerá com o objetivo de levar ações de prevenção e conscientização sobre a violência contra a mulher.

O evento conta ainda com o apoio do Unifor/MG, e a Prefeitura de Formiga, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

A ação será realizada na Escola Municipal de Artes Maestro Zezinho (Emart) (Sede da Banda). O coral da Emart fará a abertura do evento que terá  palestras de integrantes das entidades promotoras.

A primeira palestra será ministrada pela advogada e gestora cultural Flávia Leão, e abordará a legislação brasileira em relação à mulher ao longo da história do país, até chegar à Lei Maria da Penha. Em seguida, as psicólogas Bruna de Castro Alves e Mônica Borges abordarão o tema “Mulheres que Amam Demais” e o luto pelo fim das relações. Na sequência, a assistente social Luciane Ribeiro abordará a rede de proteção à mulher e os mecanismos que devem ser acionados quando ocorre a violência. Finalizando, a jornalista Cida Leal abordará a contribuição do Tatame do Bem e do projeto Cultura para Todos, no fortalecimento e na valorização da mulher, com a palestra “O aumento gradativo do papel da mulher no trabalho sociocultural”.

Haverá ainda a apresentação do documentário “Chega de fiufiu”, que aborda o assédio sexual em locais públicos.

O evento contará com uma barraca servindo comida mineira, comandada por Nayara, integrante do coletivo Amor Plus Size. Para fechar a noite haverá show musical com Suelen, do Bodock Rock, acompanhada pela Lívia Bacon no violão.

A segunda etapa ocorrerá no dia 23 de novembro, na Praça do CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados), no bairro Novo Horizonte.

Segundo a fundadora e integrante da Irmandade das Flores, Flávia Leão, o evento é mais um dos passos do coletivo, para empoderar mulheres através de uma rede de sororidade e informação. “Estar ao lado de projetos conceituados como o Cultura e o Amor Plus Size mostra que nossa rede funciona,” afirmou.

Imprimir
Comentários