O borracheiro Fábio Willian Soares, que matou a tiros a ex-mulher Islaine de Morais, em Belo Horizonte, foi indiciado pela polícia. O inquérito foi entregue nesta sexta-feira (29) à Justiça, no qual ele é acusado de homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e sem defesa para a vítima.
A morte aconteceu na semana passada, mas a cabeleireira já vinha sendo ameaçada e já havia denunciado o ex-marido à polícia por oito vezes, porém, nada foi feito. Ela instalou câmeras de segurança no salão de beleza que trabalhava e o crime foi todo registrado pelas câmeras.

IMPRIMIR