Alto líder das Farc é morto em ação do Exército colombiano
O porta-voz das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Raúl Reyes, foi morto neste sábado durante uma ação militar contra o grupo guerrilheiro, segundo as autoridades colombianas.
Segundo o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, o líder guerrilheiro foi morto durante combates com o Exército em uma cidade no Departamento (Estado) de Putumayo, próximo à fronteira com o Equador.
Pelo menos outros 18 guerrilheiros também teriam sido mortos nos confrontos.
Segundo o governo colombiano, Reyes, cujo nome de batismo é Luis Édgar Devia, é o primeiro membro do secretariado das Farc a ser morto em uma operação militar.
A imprensa colombiana o define como um dos sete dirigentes mais importantes das Farc, a maior guerrilha de esquerda da Colômbia.
Golpe
Observadores locais afirmam que este é o maior golpe contra a guerrilha desde a chegada ao poder do atual presidente, Álvaro Uribe, em 2002.

Imprimir