Foram expedidos na tarde desta segunda-feira (29), os mandados de prisão temporária em desfavor dos dois suspeitos de envolvimento no assassinato de Matheus Liberato de Oliveira, de 25 anos, e no crime de lesão corporal sofrido por um soldado do Corpo de Bombeiros durante uma festa em um sítio no Distrito de Ponte Vila, durante a madrugada de domingo (28).

Os pedidos de prisão partiram do titular da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa de Formiga, Ricardo Augusto de Bessas que está à frente do caso.

Segundo o delegado, os mandados são contra os jovens Thiago e Maximiller, apontados por testemunhas como envolvidos no crime. Com as investigações ainda em período inicial, o delegado não apontou qual a participação de cada um dos possíveis envolvidos.

Imprimir