Os proprietários de estabelecimentos comerciais localizados na avenida Guiomar Garcia Neto, no Centro de Formiga , local onde foi registrada uma explosão em uma padaria, na quinta-feira passada (7),  aos poucos têm retomado as atividades.

O Corpo de Bombeiros informou nesta terça-feira (12), que já foram feitas as vistorias necessárias na área. No local ainda trabalham engenheiros para demolir o que sobrou do imóvel.

A explosão provocou a morte do padeiro Leone Márcio Augusto, de 22 anos, que chegou à panificadora para trabalhar por volta das 3h.

De acordo com o portal G1, um vazamento de gás pode ter provocado a explosão, entretanto apenas um laudo pericial vai apontar as causas do acidente.

“Devemos ter a resposta dentro de 30 dias. Preliminarmente foi de fato o gás que provocou a explosão, mas só o laudo irá certificar a causa. Um inquérito foi instaurado e estamos apurando tudo, com oitivas de várias pessoas”, explicou o delegado regional de Formiga, Irineu José Coelho Filho.

De acordo com um dos donos do imóvel, Lucas Leal, dois engenheiros estão trabalhando no local para demolir o que sobrou. Os profissionais pediram três semanas para encerrarem as atividades. A área do imóvel segue interditada.

Ainda de acordo com os bombeiros, uma churrascaria que fica ao lado da padaria retoma as atividades ainda nesta semana. Nenhum imóvel corre risco estrutural.

“Vamos retomar nesta quinta-feira (14). Tudo vai depender da demolição que ainda falta ser encerrada no local”, disse o proprietário do restaurante, Frederico Frade.

No dia da explosão, a Supergasbras, empresa responsável pela instalação dos botijões no estabelecimento, informou que profissionais da empresa foram encaminhados ao local para averiguar o que pode ter provocado a explosão.

Foto: Lucas Leal/Arquivo Pessoal

 

Fonte: G1 ||
Imprimir
Comentários