Meirinha assume posto de primeira secretária
Com as renúncias dos cargos de primeiro e segundo secretários da Câmara, Mauro César e Manoel Messias, o presidente Josino Bernardes solicitou que Meirinha assumisse o posto de primeira secretária, até que seja realizada uma nova eleição para os cargos vagos.
Participar da mesa era constrangedor
Manoel Messias explicou sua saída da mesa. ?Era constrangedor continuar na mesa, diante da minha não concordância com certas atitudes. Eu não concordei com o presidente ao me chamar de covarde. Se eu tiver que ser penalizado, então que eu seja?.
Zezinho vai e volta
No início da reunião, o vereador Zezinho Gaiola respondeu presença e se ausentou do plenário. Muitos acharam que Zezinho não fosse mais voltar, mas, passado algum tempo, o edil voltou ao plenário para a discussão e aprovação de projetos.
Política cinzenta
Cabo Cunha falou sobre a situação da política na cidade das Areias Brancas ?Eu lamento que a nossa cidade esteja passando por um momento tão delicado, tão cinzento na política formiguense. Não é saudável para a democracia. É preciso que se respeite a carta maior deste país e a lei municipal?.
Nem público, nem privado
Arnaldo Gontijo contou que ele vem pedindo publicamente para a administração municipal, desde a primeira reunião, da Câmara, ocorrida no dia 18 de janeiro, atender algumas reivindicações populares por ele encaminhadas. Mas, infelizmente, até agora não foi atendido nem em público, nem no privado.
Repúdio para a Secretaria de Educação
No momento da aprovação do projeto criando cargos na Secretaria de Educação, o vereador Cabo Cunha enviou uma moção de repúdio para a pasta. De acordo com o edil, a funcionária Márcia Roberta foi maltratada pelo secretário, Geraldo Reginaldo. ?Ele age com muita rispidez. Eu quero aqui, apoiar essa funcionária, que trabalha no Cemei e que foi obrigada a sair daquela escola e ir até a Secretaria de Educação assinar o seu ponto de trabalho. Um atestado médico explica que ela não pode fazer trajetos longos, pois ela está padecendo de problemas de articulações. A servidora teve que chamar a polícia, para registrar um BO contra o secretário que agride verbalmente as pessoas?, ressaltou.

Mais respeito com os servidores
Luciano Duque e Arnaldo Gontijo também se manifestaram a favor da servidora. ?Foram feitos BOs, temos documentos aqui. Não quero afirmar, mas isso pode ser uma coisa pessoal?, disse Luciano. ?Acho que o secretário poderia intervir para dar mais comodidade aos funcionários. Que os secretários fossem mais atentos e mais humanos? completou Arnaldo.
To nem aí
Mauro César ficou nervoso, mais uma vez, na reunião e contou que Josino Bernardes, na semana passada disse que não estava nem aí com o povo. ?O senhor disse que eu e Pastor Manoel fizemos uma covardia, na semana passada, ao renunciarmos a mesa. Covardia quem fez foi o senhor ao dizer que não estava nem aí. O senhor deveria é ter o respeito com esses vereadores. Eu não compactuo com o seu modo de agir. O senhor está sem condições de continuar sentado nessa cadeira?. Josino respondeu dizendo que Mauro estava faltando com a verdade e era para ele ficar calminho.
Vereador disse que presidente tumultua reuniões
Já na opinião de Cabo Cunha, há três semanas, quem está tumultuando as reuniões é o presidente da Câmara. ?Quem está discutindo é o senhor. Está é atrapalhando aqui. O que está sujo é a moral de muitos. O caráter deve ir para a máquina de lavar. É preciso que o presidente vigie, assim como nós estamos vigiando. A indecência está persistindo nesta Casa?.
?Não preciso ser vereador?
Em sua defesa, Josino disse que não precisa ser vereador, mas, que como foi eleito pelo povo, ele só tem a somar para Formiga. ?Eu fiquei 12 anos fora da Casa e progredi financeiramente. Eu não estou preocupado com o meu mandato não. Fui presidente 4 anos e fui considerado um dos melhores presidentes. Não vou manchar o meu nome por causa de picuinhas não. Se eu tiver que pagar, eu pagarei?.
Juarez ainda fica triste
Em relação ao projeto firmando convênio entre a Prefeitura e o Ministério do Trabalho, Juarez Carvalho destacou que ficava muito triste, pois o serviço está parado em Formiga desde janeiro. ?Para fazer um acerto com um funcionário, temos que ir até Divinópolis e isso não é justo com uma cidade do porte de Formiga?.
Desapropriando vereador
Juarez falou ainda sobre a falta de calçamento em algumas ruas no bairro Santa Tereza, próximo ao Cristo. ?Eu tenho lotes naquele local e, muita das vezes, por pedir aqui, eu não sou atendido. Quero dizer que não sou oposição. Um tal coronel, nem sei quem é, acho que é um secretário não sei de que, me ligou e disse que ia me desapropriar?, disse se referindo a ameaça de desapropriação de parte de sua fazenda em Ponte Vila.
Vereadores podem ser cassados
O vereador e ex-prefeito Juarez comentou também que o presidente da Casa, em entrevista a este jornal, dissera que dois vereadores poderão perder os mandatos. ?Ele disse que isso pode ocorrer em pouco tempo e que muita coisa mudará nesta Casa. Digo que ele se refere a mim e ao Arnaldo Gontijo?.
Arnaldo afirma que é oposição sim. E fica feliz!
Segundo Arnaldo, o prefeito informou que vai cobrir duas quadras, uma em Ponte Vila e outra no bairro Cidade Nova. ?A gente fica feliz com mais um pedido que será atendido. Quando o Juarez fala que não somos oposição, eu falo que eu sou sim. Em relação à cassação de mandato, desde o dia em que eu fui eleito, falaram isso, mas até hoje, não fui intimado a nada, não sei o que está acontecendo. Isso é porque algumas pessoas pedem benção e falam amém, e nós não pedimos?.
Vereador de situação é atendido
Zezinho Gaiola, líder do governo, fez o dever de casa e disse que a praça situada em seu bairro, no Santa Luzia, ganhou uma nova pintura nessa administração. ?Não querendo falar mal do prefeito anterior, nem uma latinha de tinta ele jogou no local. Talvez, coitado, deve que ele tinha outras prioridades. O Moacir, em pouco tempo de governo atendeu o meu pedido, e a gente fica satisfeito, pois lá é um cartão postal?.
Problemas devem ser discutidos em off
Gaiola sugeriu que na Câmara, existem muitas coisas erradas sim, tanto lá, quanto na Prefeitura, mas que os vereadores deixem de denegrir a imagem um do outro. ?Lá fora, está todo mundo falando, que há polêmica, mas que seja uma polêmica mais serena. Coisas ?mais pesadas? devem ser conversadas internamente, pois somos nós, políticos que saímos perdendo com isso. Ficam soltando na mídia, fica um zum zum zum, uma bobagem e não precisa disso?.
Situação do PAM divulgada nas redes sociais
Cabo Cunha, Mauro César, Luciano Duque e o fotógrafo Paulo Pacheco estiveram na madrugada de sábado (15) no Pronto Atendimento Municipal (PAM) e registraram a situação do local por meio de fotos e disponibilizaram as mesmas nas redes sociais. Os vereadores contaram sobre a ferrugem causada por infiltrações no local e que vários pacientes ficaram por horas esperando o atendimento. Mauro disse que: ?Havia apenas um médico, em determinado momento ele não estava atendendo, alegando cansaço e que precisava dormir. O médico reclamou com uma paciente que febre era resolvida nos Postos de Saúde e não naquele local. O médico é o doutor Leopoldo; ele veio com falta de educação e perguntou o que estávamos fazendo lá. Oh doutor, abaixa a sua bolinha aí?. Já Cabo Cunha ironizou e disse que o PAM não é pensão.
Estante de Ivomec e Ubifol
Mauro César disse que fica pensando, como é que a Prefeitura foi buscar um secretário de Saúde na cidade de Piumhi. ?Quem vai dizer se ele foi um bom gestor na agropecuária daquela cidade é a população de lá, eu não sei. Mas que tem muita gente de lá, feliz por ter ficado livre dele, isso tem. Pegam uma pessoa totalmente sem preparo para gerir a saúde em Formiga. Daqui alguns dias, ele que entende do assunto, vai ter nas prateleiras da farmácia Ivomec e Ubyfol, ao invés de aspirinas. Produtos agrícolas e veterinários, pois ele não entende do que faz. É brincar com a cara de Formiga. Não podemos ter um boiadeiro para cuidar da saúde, é esse tipo de coisa que vem de Piumhi para cá?.

Batendo na mesma tecla
Mauro César disse ainda que foi eleito pela população e não foi eleito para se curvar para lobista, que banca prefeitos. ?O prefeito disse: ?Quem for meu amigo, tem que ser amigo do Sallum?. Eu não sou amigo dele, eu não gosto dele, não dependo dele. Creio que essa voz minha é a voz, da população de Formiga. Eu não terceirizei o meu voto. Votei no Moacir, mas com o outro mandando eu não vou me curvar. Eu não tenho medo dele não e ele pode ir até Brasília, pode ir até o PMDB e me levar no Conselho de Ética, como disseram. Não vou falar amém para Marco Sallum não, assim como aquela turma que diz amém a ele. Infelizmente, nós não sabemos quem é o prefeito de Formiga?, concluiu sob os aplausos da plateia.

Imprimir
Comentários