As farmácias municipais que atendem os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Divinópolis passarão a divulgar listagem eletrônica com todos os medicamentos disponíveis e os que estão em falta na cidade. A lei, aprovada pela Câmara no dia 14 de agosto e sancionada pelo prefeito Galileu Machado (MDB) no último dia 3, passou a vigorar nesse domingo (23).

Conforme a justificativa do projeto, a intenção é facilitar a vida do cidadão divinopolitano com a finalidade de promover mais transparência e eficiência à distribuição de medicamentos do município.

Segundo a gerente de assistência farmacêutica do município, Ariane Garrôcho, a Prefeitura seguirá a determinação. No entanto, o município realizou uma pequena alteração no texto que foi aprovado na Câmara: ao invés de listar os medicamentos em uma fixação impressa, o controle dos medicamentos será feito através de um sistema informatizado.

O Sistema Integrado de Saúde (SIS) do município é utilizado em todas as unidades que realizam atendimentos relacionados à área da saúde, segundo Ariane. Com ele, o médico poderá informar o paciente, ainda durante a consulta, em qual unidade ele encontrará a medicação necessária.

“Nosso serviço de orientação é focado na segurança do paciente. Em qualquer unidade de saúde do município nossos funcionários conseguem acessar o SIS e, em tempo real, informar sobre os medicamentos. Se está disponível, ele indica em qual unidade o paciente pode encontrá-lo. Aí, o funcionário orienta este paciente sobre qual farmácia ele deve procurar”, explicou.

 

Fonte: G1 ||

Imprimir

Comentários