Dois macacos encontrados mortos em Além Paraíba, na Zona da Mata, apresentaram resultado positivo para febre amarela. A vacinação contra a doença foi intensificada no município.
A Secretaria Municipal de Saúde divulgou em suas redes sociais que seis macacos foram encontrados mortos na cidade e encaminhados para o laboratório de referência do Estado. Dois animais, localizados no barro Sítio Branco, tiveram a confirmação da doença.
A vacinação foi intensificada nas zonas rural e urbana, e o Centro Municipal de Especialidades Clínicas vai, inclusive, funcionar neste sábado (20). O bloqueio vetorial também foi reforçado, por meio da realização de inspeção em residências e terrenos baldios.
De acordo com o último informe da Secretaria de Estado de Saúde, do dia 26 de junho, o município não tem casos de febre amarela registrados em humanos. Em Minas Gerais, até então, havia 446 casos confirmados da doença e outros 136 seguem em investigação – a última confirmação de febre amarela com transmissão no Estado ocorreu em abril. Em maio, um caso importado do Mato Grosso também foi registrado.
Um total de 159 óbitos provocados por febre amarela foram confirmados e 18 estão sendo investigados. Ladainha, no Vale do Mucuri, é a cidade com mais óbitos confirmados, são 20 até junho.
Em 121 cidades, inclusive Belo Horizonte, foram registradas mortes de macacos confirmadas por febre amarela, o que é um indício da circulação do vírus. A vacina contra a febre amarela é indicada para pessoas de 9 meses a 59 anos de idade. Idosos e gestantes precisam ser avaliados pelo médico antes de se imunizarem. Uma única dose da vacina ao longo da vida é suficiente, conforme a recomendação do Ministério da Saúde.

 

Fonte: O Tempo||http://www.otempo.com.br/cidades/febre-amarela-%C3%A9-confirmada-em-dois-macacos-1.1510131

Imprimir

Comentários