Feriado de Tiradentes termina com 14 mortos nas estradas federais

BR-040 registrou quatro mortes, o maior número de óbitos do feriado entre as rodovias federais

BR-040 registrou quatro mortes, o maior número de óbitos do feriado entre as rodovias federais

O feriado prolongado de Tiradentes terminou com 14 mortos nas estradas federais que cortam Minas Gerais. O balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mostra que a rodovia mais perigosa nos quatro dias de intensa movimentação de veículos foi a BR-040, que registrou quatro mortes, seguida pelas BR?s 381 e 262, com dois óbitos cada, e BR?s 116 e 251, com uma vítima.
A PRF também destacou os acidentes envolvendo moto. Em 50% das ocorrências com mortes, motocicletas estavam envolvidas. Do total de 14 óbitos, 8 eram pilotos ou garupeiros. Ao todo, a polícia registrou 249 acidentes com 209 feridos. O dia com mais casos foi a terça-feira (21) quando motoristas e passageiros retornavam de viagem.
As batidas mais graves foram na BR-040, em Ressaquinha, na Região Central de Minas, com mortos e na BR-135, em Montes Claros, no Norte de Minas, onde duas pessoas também morreram no acidente entre carro e moto.
Os radares nas rodovias federais flagraram 8.554 motoristas dirigindo acima da velocidade permitida. Os policiais fizeram 5.635 testes do bafômetro, autuaram 88 condutores e prenderam 13 por embriaguez.

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Feriado de Tiradentes termina com 14 mortos nas estradas federais

BR-040 registrou quatro mortes, o maior número de óbitos do feriado entre as rodovias federais.

BR-040 registrou quatro mortes, o maior número de óbitos do feriado entre as rodovias federais.

 

O feriado prolongado de Tiradentes terminou com 14 mortos nas estradas federais que cortam Minas Gerais. O balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mostra que a rodovia mais perigosa nos quatro dias de intensa movimentação de veículos foi a BR-040, que registrou quatro mortes, seguida pelas BR’s 381 e 262, com dois óbitos cada, e BR’s 116 e 251, com uma vítima.

A PRF também destacou os acidentes envolvendo moto. Em 50% das ocorrências com mortes, motocicletas estavam envolvidas. Do total de 14 óbitos, 8 eram pilotos ou garupeiros. Ao todo, a polícia registrou 249 acidentes com 209 feridos. O dia com mais casos foi a terça-feira (21) quando motoristas e passageiros retornavam de viagem.

As batidas mais graves foram na BR-040, em Ressaquinha, na Região Central de Minas, com mortos e na BR-135, em Montes Claros, no Norte de Minas, onde duas pessoas também morreram no acidente entre carro e moto.

Os radares nas rodovias federais flagraram 8.554 motoristas dirigindo acima da velocidade permitida. Os policiais fizeram 5.635 testes do bafômetro, autuaram 88 condutores e prenderam 13 por embriaguez.

Redação do Jornal Nova Imprensa Estado de Minas

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias