Acusado pelo vereador Maurício Ribeiro de haver participado de um esquema de propina instaurado na Licitação em processos de compra de medicamento, conforme denúncia feita por sua própria cunhada (Rosali),na condição de informante, o Sr. Fernando Pereira de Oliveira, (ex-secretário adjunto de Saúde e ex-pregoeiro da Licitação)negou todas as acusações e perguntado a respeito, autorizou a comissão a quebrar seu sigilo bancário, para confirmar sua inocência.
Fernando revelou todas as suas fontes de renda, (como funcionário público – locador de imóveis – proprietário de estacionamento e de loja), justificando assim, os gastos que sua acusadora tornou públicos, dizendo não poderiam ser suportados apenas com seu salário de funcionário público.
Fernando revelou ao ser perguntado que os gastos com a faculdade de sua filha, que estuda fora da cidade, são suportados com seus rendimentos e de sua esposa e mais ainda: que a antecipação de pagamento de um ano da faculdade da mesma, atribuído por sua acusadora aos prováveis rendimetnos havidos através do recebimento de propinas, foram suportados com recursos da venda de um de seus imóveis, negociado ao preço de 52 mil.
Fernando se mostrou muito calmo e seguro ao responder os questionamentos a ele endereçados e afirmou que sua acusadora é uma pessoa muito problemática e que desde criança tem trazido problemas aos que a cercam, em especial a seus familiares.
Veja alguns trechos do depoimento de Fernando, através de vídeo apresenado nesta reportagem.

Imprimir
Comentários