Por Chico Maia 

Certamente esta Copa do Mundo feminina é o evento futebolístico mais comportado que já cobri. Nem parece que é futebol. Momentos antes do jogo de abertura torcidas silenciosas batiam papo nos bares e bilheterias do estádio.

Sem aquela farra característica de qualquer partida de futebol, principalmente numa Copa. Um menos avisado poderia pensar que estava chegando numa das quadras de Roland Garros, cujo torneio está começando e tudo nessa região de Paris.

O show de abertura foi simples, sem pompas, mas bonito.

O estádio com os seus quase 48 mil lugares ocupados. O momento mais emocionante, na hora da execução do hino francês, possivelmente o mais bonito do mundo.

Com a bola rolando o clima da torcida foi de futebol pra valer, assim como a movimentação dos dois times. As mulheres evoluíram demais na qualidade do jogo. Não é mais aquela coisa desengonçada, sem posicionamento tático em que todas corriam atrás da bola ao mesmo tempo. A seleção francesa foi este rolo compressor pra cima da Coreia do Norte, porém não é a maior favorita ao título (Estados Unidos e Alemanha à frente), mas tem um ótimo time e conta com o apoio maciço da torcida.

 

Imprimir

Comentários