Fevereiro de 2021 foi o mês com o maior registro de mortes confirmadas pela Covid-19 em Minas Gerais. Em 28 dias, 3.505 mineiros perderam a vida para a doença, segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). O recorde anterior havia sido atingido nos 31 dias de janeiro, com 3.158 óbitos.

Em relação ao número de casos, os dados mostram queda quando comparado ao mês anterior – que também teve recorde de notificações confirmadas. Em fevereiro, 144.219 mineiros foram infectados pelo novo coronavírus. Em janeiro foram 191.577.

Ao todo, até domingo (28), 878.705 casos da doença já haviam sido confirmados no Estado, com 18.565 registros de mortes. Os números equivalem ao período de março de 2020 a fevereiro de 2021.

Números atualizados da pandemia no Estado

No primeiro dia de março, 33 óbitos causados pela Covid-19 foram computados no levantamento da SES-MG. Com isso, até a manhã desta segunda-feira (1º), 18.598 pessoas morreram no Estado vítimas da doença. Do total de mortes, 56% são homens e 44% mulheres. Em 72% dos casos, os pacientes apresentavam comorbidades e dos 853 municípios localizados no território mineiro, 771 já registraram óbitos. 

O levantamento desta segunda também atualiza o número de casos. Nas últimas 24 horas, 4.400 novos registros foram confirmados em Minas. Ao todo, 883.105 mineiros já testaram positivo para o novo coronavírus. O maior número de notificações foi registrado em mulheres, 52%. A média de idade dos casos confirmados é de 42 anos.

Os recuperados da enfermidade somam 803.665 pessoas. O boletim aponta, ainda, que 60.842 pacientes estão em observação, internados ou em isolamento social.

Imunizados

Até a manhã desta segunda, 587.736 mineiros já receberam a primeira dose do imunizante contra a doença. Deste grupo, 251.590 receberam a segunda aplicação. Os dados são do Vacinômetro, painel da SES-MG que monitora a campanha em Minas.

Do público-alvo da campanha de vacinação, receberam a imunização 466.800 profissionais da linha de frente no combate à Covid, 22.232 idosos que estão em asilos, 3.010 deficientes que vivem residências inclusivas e 6.549 índios de aldeias mineiras.

Com relação à segunda dose, 223.032 foram aplicadas em trabalhadores da saúde, 18.793 em idosos, 1.960 em deficientes e 4.848 em indígenas. De acordo com a SES, para todo o território mineiro, o Ministério da Saúde disponibilizou 1.528.580 imunizantes, sendo 1.156.516 já distribuídos aos municípios

O levantamento desta sexta também informou que, até o momento, 61.351 idosos com 90 anos ou mais já receberam a primeira dose do imunizante. Deste grupo,  2.116 receberam a segunda. Das pessoas com idades entre 80 e 89 anos, 27.794 receberam a primeira dose. Até o momento, 841 idosos receberam a segunda aplicação.

Fonte: Hoje em Dia

print
Comentários