A Copa Libertadores da América de 2018 será decidida pelos argentinos River Plate e Boca Juniors no próximo domingo (9), em Madri na Espanha. A partida ocorrerá no estádio Santiago Bernabéu, às 17h30 (de Brasília).

Como o jogo de ida, disputado na Bombonera, estádio do Boca, terminou empatado em 2 a 2, no dia 11 de novembro, a partida em Madri vai significar, na prática, uma decisão em campo neutro e jogo único. É assim que a Libertadores vai ser decidida a partir de 2019, quando o rodízio de sedes da final começa por Santiago, no Chile. A primeira partida só teve torcida do Boca, e o mesmo valeria para o River no Monumenal. Porém, agora a entrada de torcedores dos dois clubes será liberada no Santiago Bernabéu.

 O Boca Juniors anunciou que aceitará jogar a final. O clube havia apresentado um recurso ao Tribunal de Disciplina da Conmebol, no qual pedia os pontos do jogo não realizado contra o River – e, consequentemente, ser declarado campeão sem precisar jogar. Isso mudou.

Segurança e “cara” sul-americana

A decisão tomada pela Conmebol foi motivada por segurança e por “latinidade”. Madri é a capital europeia que mais recebe voos da América do Sul e também conta com uma grande presença de argentinos.Doha, capital do país-sede da próxima Copa do Mundo, acabou descartada pela Conmebol, apesar dos milhões oferecidos por Catar.

Essa partida deveria ter sido disputada no sábado passado (1°), no estádio Monumental de Núñez, casa do River. Mas teve que ser primeiro adiada e depois suspensa por causa de atos de vandalismo e violência dos torcedores do próprio River.

 O ônibus que levava o Boca Junios até o Monumental foi atacado com pedras e paus. Ao tentar intervir, a polícia de Buenos Aires atirou gás de pimenta na multidão, o que acabou por atingir também os jogadores e a comissão técnica do Boca. Sem acordo sobre qual seria a melhor solução, a final da Libertadores foi parar na sede da Conmebol, no Paraguai.

 Depois de uma disputa de bastidores que durou quatro dias, a situação começou a se resolver numa reunião na terça-feira da semana passada (25), da qual participaram os presidentes da Conmebol, Alejandro Domínguez, do Boca Juniors, Daniel Angelici, do River, Rodolfo D’Onofrio, da AFA, Claudio Tapia, e da Federação Paraguaia, Robert Harrison.

 Desse encontro, saiu uma resolução: por razões de segurança, o jogo não poderia ser disputado na Argentina. Como este cenário já estava se desenhando na véspera, a Conmebol recebeu várias ofertas de cidades interessadas em receber o jogo.

Ofertas chegaram de todos os lados, da Itália ao Brasil, passando pelos EUA e o Oriente Médio. No caso do Brasil, nem a CBF encampou as propostas de Mineirão, Arena Condá (Chapecó), Arena Pernambuco, Maracanã, da prefeitura de São Paulo e da Federação Gaúcha de Futebol. A Conmebol também deixou vazar que não tinha interesse em organizar um superclássico argentino – e todo o pacote de potenciais problemas que o acompanha – numa cidade brasileira.

Libertadores 2019

Quarenta e uma equipes já foram selecionada para edição 2019 da competição. Restam apenas seis vagas sendo que duas destas estão destinadas aos campeões da própria Libertadores (Boca Juniors ou River Plate) e da Copa Sul-Americana (Atlético-PR ou Junior Barranquilla). As outras serão do campeão da Copa Argentina (Rosario Central ou Gimnasia y Esgrima de La Plata), duas da Bolívia (campeão e vice do torneio Clausura) e outra que sairá do Campeonato Equatoriano.

Esta será a 60ª edição da Libertadores e a grande novidade deverá ser a final em jogo único, prevista para o dia 23 de novembro, no Estádio Nacional, em Santiago, no Chile.

Entre os brasileiros, seis ex-campeões garantiram vaga. Palmeiras, Cruzeiro, Flamengo, Inter e Grêmio, que disputarão a fase de grupos, São Paulo e Atlético-MG, que participarão da fase preliminar, acumulam 13 das 18 conquistas do país. No total, mais sete ex-campeões continentais também já estão classificados.

Veja quem já está classificado:

Brasil:

Fase de grupos: Palmeiras, Cruzeiro, Flamengo, Inter e Grêmio

Fase preliminar: São Paulo e Atlético-MG

Argentina:

Fase de grupos: Boca Juniors, Godoy Cruz, San Lorenzo, Huracán e campeão da Copa Argentina (Rosario Central ou Gimnasia y Esgrima de La Plata)

Fase preliminar: Talleres (2ª etapa)

* Se o Boca Juniors vencer a Libertadores 2018, o Talleres irá para a fase de grupos e o Independiente, sexto colocada da Superliga Argentina entrará na fase preliminar.

 Bolívia:

Fase de grupos: Jorge Wilstermann e campeão do Torneio Clausura

Fase preliminar: The Strongest e vice do Torneio Clausura

* O The Strongest pode ser campeão do Clausura e, por consequência, ganhar vaga direto na fase de grupos.

* San José, Royal Pari, Bolívar, The Strongest e Jorge Wilstermann podem ser campeões do Clausura, que ainda tem três rodadas.

Chile:

Fase de grupos: Universidad Católica e Universidad Concepción

Fase preliminar: Universidad de Chile e Palestino

Colômbia:

Fase de grupos: Deportes Tolima

Fase preliminar: Nacional de Medellín

* Independiente Medellín: disputará a decisão do Torneio Finalización contra o Junior Barranquilla. Se for campeão, vai para a fase de grupos.

* Junior de Barranquilla: disputará as finais do Torneio Finalización e da Copa Sul-Americana. Se for campeão de um deles, vai para a fase de grupos.

Equador:

Fase de grupos: LDU

* Emelec:  se for campeão da segunda fase do Campeonato Equatoriano, disputa a fase de grupos. Caso contrário, joga a fase preliminar.

*  Barcelona: depende da classificação final do Campeonato Equatoriano para saber se disputará a fase de grupos ou a fase preliminar

* Delfín ou Universidad Católica disputarão a fase preliminar, de acordo com a classificação final do Campeonato Equatoriano.

Paraguai:

Fase de grupos: Olimpia e Cerro Porteño

Fase preliminar: Libertad e Nacional

Peru:

Fase de grupos: Sporting Cristal

Fase preliminar:  Real Garcilaso

*  Alianza Lima e Melgar disputam uma vaga na final do Campeonato Descentralizado. O vencedor vai para a fase de grupos e o perdedor disputará a fase preliminar.

Uruguai:

Fase de grupos: Penãrol e Nacional

Fase preliminar: Danubio e Defensor Sporting

 Venezuela:

Fase de grupos: Deportivo Lara e Zamora

Fase preliminar: Caracas e Deportivo La Guaira

 

Fonte: G1 e Gauchazh||

Imprimir

Comentários