Acidentes graves causados pela combinação trágica de imprudência, pista molhada e problemas mecânicos nos veículos mataram pelo menos sete pessoas desde a madrugada de ontem no Estado. Um dos mais graves aconteceu na BR-356, próximo ao município de Muriaé, na Zona da Mata. Duas pessoas morreram e 50 ficaram feridas. Entre elas, quatro crianças.
De acordo o Corpo de Bombeiros, um ônibus de turismo da empresa Vitsur, do Espírito Santo, capotou após o motorista ter perdido o controle da direção e tombado às margens da rodovia.
O acidente aconteceu quando ônibus descia em uma curva acentuada. Desgovernado, o veículo se arrastou por cerca de 40 m e caiu em um barranco de aproximadamente 3 m de altura.
Foi uma cena horrível. As crianças choravam e pessoas feridas pediam socorro, afirmou bombeiro Carlos Eduardo. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Paulo, em Muriaé. Oito delas em estado grave.
De acordo com um dos passageiros, Antônio Carlos Cruz de Jesus, que sofreu apenas escoriações, as vítimas mortas foram parar debaixo do ônibus. Ele disse ainda que o grupo voltava de um congresso religioso em Viçosa, na Zona da Mata. Ouvimos um estouro antes do acidente. Acho que foi a lona de freio, informou o passageiro.
Na BR-116, próximo a Campanário, no Vale do Mucuri, um microônibus, uma carreta e um caminhão carregado de carvão, colidiram causando a morte de duas pessoas e deixando outras 13 feridas.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do microônibus, Gerson Ferraz de Souza, 36, não tinha habilitação para conduzir esse tipo de veículo. Apesar de estar gravemente ferido, ainda conseguiu contar como foi a batida a policiais rodoviários.
Geraldo teria dito que, ao tentar ultrapassar a carreta, perdeu o controle do carro, porque um dos pneus estourou. Então, bateu na carroceria da carreta e foi projetado para contramão, atingindo o caminhão. As vítimas paulistas e seguiam para a Bahia.
Na Grande Belo Horizonte, duas pessoas morreram em dois acidentes, também na madrugada. Segundo a polícia, em um dos casos, havia a suspeita de que o motorista de uma Saveiro, identificado como Ronan Luiz de Paiva, 25, estivesse dirigindo após ingerir bebida alcoólica.
De acordo com a PRE, o veículo seguia pelo KM 30 da MG-20, em Santa Luzia, quando caiu em uma vala, bateu em um barranco e capotou. O condutor do carro e o passageiro foram arremessados para fora do veículo. Paiva teve a carteira apreendida. O outro acidente aconteceu na avenida do Contorno, altura do Barro Preto, na região Centro-Sul da capital. O motorista de um Citroën C3 perdeu o controle do carro em uma curva e acabou batendo em uma árvore.
Priscilla de Melo, 25, foi atingida pelo tronco da árvore e acabou morrendo no local. Chovia na hora do acidente. (Com Rapahel Ramos e Juvercy Junior)

print
Comentários