Cancelado o Rali Lisboa-Dacar
Um grupo terrorista ligado à al-Qaeda é o principal suspeito de ter causado a suspensão de uma das competições automobilísticas mais tradicionais do mundo, o Rali, Lisboa/Dacar.
A organização da corrida anunciou hoje, sexta-feira (4), o cancelamento da maior corrida off-road do mundo, pela primeira vez, por ameaças diretas lançadas contra o rali por movimentos terroristas.O Lisboa-Dacar estava marcado para começar amanhã, sábado (5), e se estenderia até o dia 20 de janeiro. Os competidores iriam passar por Portugal, Marrocos, Mauritânia e Senegal.
O rali de 6 mil quilômetros tinha programado 15 etapas, sendo oito delas na Mauritânia. Participariam 214 carros, 272 motos e 102 caminhões, inclusive brasileiros.

O medo da organização aumentou após a morte de quatro turistas franceses na cidade de Aleg, cerca de 250 quilômetros ao sudeste da capital Nuakchot, na Mauritânia, na última semana de 2007.
Na ocasião, segundo informações da polícia da Mauritânia, os turistas foram mortos por três integrantes do Magreb Islâmico, também conhecido como Grupo Salafista para a Predicação e o Combate (GSPC) argelino, aliado à al-Qaeda.

print
Comentários