Um homem de 33 anos foi preso após ser sequestrado e ficar ferido por disparos de arma de fogo enquanto fugia, nesse sábado (2), em Pará de Minas. Segundo a Polícia Militar, a vítima deu informações falsas ao ser atendido, como nome e idade. A polícia descobriu que ele é foragido da Justiça de Rondônia, condenado a mais de 32 anos de prisão. Um dos envolvidos no sequestro, um homem de 52 anos, também foi detido.

A vítima contou para a PM que tinha 31 anos e que teria vindo de Goiás para Minas Gerais para negociar carros. Ele se hospedou em um hotel da cidade de Betim e foi dirigindo um Ford Fusion até um sítio no povoado de Meireles, em Pará de Minas. Outras duas pessoas, do sexo masculino, ocupavam um Fiat Siena e acompanhavam o homem com o mesmo objetivo de venda.

Quando chegou ao sítio, o homem foi rendido pelos dois indivíduos que o acompanhavam, eles estavam armados com uma pistola e uma faca. O homem foi amarrado, amordaçado, ameaçado e torturado para entregar dinheiro, conforme relatou aos policiais.

Fuga
O homem contou que conseguiu fugir do sítio a pé durante a manhã, seguindo por uma estrada vicinal até pedir socorro a um motorista que passava pelo local. Em determinado momento, os sequestradores localizaram o fugitivo e efetuaram disparos de arma de fogo contra ele. Os autores fugiram no veículo Fusion logo em seguida.

A vítima foi socorrida para o Hospital Nossa Senhora da Conceição em Pará de Minas, com ferimentos de arma de fogo na perna e mãos; ele ficou internado.

A PM conseguiu localizar o sítio em que o fugitivo ficou em cativeiro. No local, um homem de 52 anos foi encontrado pelos militares. Ele disse ter ido até o imóvel para se encontrar com um dos autores do crime, um conhecido da época que ambos cumpriram pena na Penitenciária Pio Canedo.

Na propriedade os policiais encontraram a faca usada na tortura à vítima, fitas e cordas que foram usadas para amarrá-la, além de outros materiais ligados ao crime. O homem de 52 anos foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia juntamente com o material apreendido. O carro do detido, um Fiat Strada, também foi apreendido.

Informações falsas

Ainda com o homem internado, os policiais fizeram novos levantamentos após identificarem contradições nos relatos dele. Foi constatado através de contatos com a Polícia Militar do Estado de Rondônia que o homem havia passado informações falsas. A Polícia Civil também apoiou no levantamento das informações.

O nome verdadeiro, que não foi informado pela PM, era outro e a idade também. O homem de 33 anos é foragido da Justiça do estado e foi condenado a mais de 32 anos de prisão por tráfico de drogas e homicídio. Ele ainda deve cumprir 23 anos da pena.

Segundo a PM, o homem recebeu voz de prisão no hospital onde permanece internado, sob escolta policial.

A polícia segue em rastreamento para localizar os autores do sequestro e o veículo roubado do foragido da Justiça, o Ford Fusion de cor preta. As denúncias podem ser feitas através dos telefones 190 e 181.

 

Fonte: G1||
Imprimir
Comentários